25 de jan de 2009

ZH e a Guerra Fria por Kayser


Radicalismo, guerra fria contra o PT e 2010

Guerra Fria, radicalismo,enfrentamento, passado de conflitos. Assim Zero Hora dominical (26) aborda a relação do PT com a política gaúcha, e a relação com o seu "algoz" Cézar Busatto. No entanto, Zé H nem tangencia nos temas propostos por ela mesma à época das privatizações: pedágios são a solução para as estradas, o RS precisa de saúde, não de empresa de telefonia (CRT) etc. ZH não falou que na época de Britto e de seus aliados, o RS foi fatiado e vendido como carne no açougue. O grupo de comunicação ficou com a empresa de telefonia e a CEEE vendida para grupos privados ficando a parte podre (dívidas) com o Estado, reservando o lucro para as grandes empresas do setor. O grupo Gerdau abocanhou a Aços Finos Piratini do governo Federal e as estradas foram fechadas com cancelas de pedágios, sem a devida prestação de serviços. Passados 10 anos nossa saúde, educação, segurança pública e os serviços prestados pelo Estado foram dizimados. Se radicalismo é combater esse tipo de passado, então eu também sou um radical.