16 de ago de 2009

PIG quer Serra


A PIG quer Serra em 2010 no Palácio do Planalto e para isso tenta derrubar Sarney de qualquer forma através dos senadores éticos (ahahahah) do PSDB. Esses não resistiram a 30 dias de investigação. A farra senatorial que eles promoveram com dinheiro do Senado levou o líder do PSDB no Senado, Arthur Virgílio, na TV Bandeirantes do último sábado (15) no programa Show Business. Virgílio disse que estava arrependido (ahahaha) de ter utilizado (ser pego) a verba da Casa para mandar assessores para fazer cursos no exterior e outras cositas mais. Na entrevista ele não falou quem pagou a "vaquinha" de U$ 10 mil de sua viagem a Paris, e nem que foi Agaciel Maia, ex-diretor do Senado que bancou tudo. O apresentador João Doria Jr.aplaudiu a coragem do senador

Na realidade a campanha do Fora Sarney e da ética tucana pela moralidade do Senado não passa de uma bela encenação tendo como objetivo atingir Dilma e voltar para voltar a mamar nas tetas do Estado. Como os atos secretos não beneficiaram somente Sarney, mas também senadores tucanos, o PSDB correu para fazer acordo com o PMDB, retirando ofensas, pedindo desculpas a Renan Calheiros etc.

Lula conhece bem essa gente e também a nossa PIG e soube como ninguém usar das armas dos seus inimigos contra eles mesmos. Lembro que a PIG em 1989 aplaudiu o todo poderoso presidente da Fiesp, Mario Amato, quando esse publicamente disse que se Lula ganhasse às eleições milhares de empresários pegariam seus jatinhos e abandonariam o Brasil, deixando milhões de desempregados. Levaram a eleição, elegeram collor, e afundaram o país. Assim também foi com FHC , que mudou a Constituição no meio do jogo, com o apoio da PIG para poder ter a reeleição, quebrando o país e entregando o patrimônio público para muitos empresários, um deles réu do MPF.

Além de garantir a participação do PMDB e do PP no governo, Lula garantiu a sustentação política no Senado e na Câmara, tendo Collor, Sarney e Renan como aliados. O lingua plesa rompeu a espinha dorsal da estratégia da PIG e da burguesia brasileira, que derrubava governos com a formação de crises artificiais e midiáticas.
O povão sabe que nunca na história desse país o Brasil (ahahaha) recebeu tanto investimento público em saúde, educação e distribuição de renda. Podem criticar o quanto quiserem o governo Lula, mas de uma coisa não : hipocrisia. Ele joga o jogo que está na mesa e as cartas que a PIG ajudou a inventar, e está ganhando. Só que agora a PIG quer mudar às regras no meio da partida. O PIG quer o PSDB de Serra-Yeda e tentará abrir todas as frentes contra Dilma, nem que tenha que sacrificar seus antigos aliados.