31 de mar de 2009

Pra relaxar:Exterminador salvando Jesus Cristo (legendado)

Marcha pela exigência do diploma

Hoje (31) tem marcha em defesa do diploma para o exercício do Jornalismo e sairá às 10h, da Praça da Matriz, Centro de Porto Alegre. Profissionais, sindicalistas e estudantes mostrarão à população porque a formação universitária é importante também para a sociedade, e não apenas para os jornalistas. "Não é um ato apenas corporativo, mas a defesa da democracia. O jornalista com formação faz bem para a sociedade", explica o segundo vice-presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio Grande do Sul, Jorge Correa. A passeata servirá para distribuição de panfletos e da edição extra do jornal Versão dos Jornalistas, produzido especialmente para a ocasião, e terá faixas e cartazes. O percurso será de aproximadamente dois quilômetros, seguindo pela rua Jerônimo Coelho, avenida Borges de Medeiros, avenida Aureliano de Figueiredo Pinto e rua Otávio Francisco Caruso da Rocha, sede do Supremo Tribunal Federal da 4ª Região. No local, o grupo fará um ato simbólico em defesa do diploma. Como dependemos do STF, temos certeza que os ministros estarão ao lado dos trabalhadores e não deixarão que os interesses da grande mídia guasca e nacional prevaleça (ahahahahhahahaha).

Para não dizer que não falei de Flores

30 de mar de 2009

Movimentos Sociais pedem o Fora Yeda

O Fora Yeda ganha às ruas da Capital

Sala de aula-conteiner gerou revolta na manifestação

Com palavras de ordem contra o desemprego e com gritos de "Fora Yeda !", mais de cinco mil pessoas se reuniram em frente à sede do grupo Gerdau e fizeram um protesto no incío da manhã de hoje (29). Após o ato inicial, estudantes, centrais sindicais, e servidores públicos seguiram em Marcha até o Palácio Piratini. No protesto foi denunciado a falta de investimentos públicos do governo Yeda assegurados pela Constituição e as demissões dos trabalhadores. Os movimentos sociais também trouxeram uma sala de aula-contêiner que estava sobre sobre um caminhão, o que gerou revolta em quem estava na praça. Segundo o CPERS a sala-contêiner mostra o descaso do governo Yeda com a educação e com o povo gaúcho. Daqui a pouco vou postar o vídeo da praça da matriz. Aguardemmmmmmmm.

Assembleia debate Campanha da Fraternidade

Nesta semana, a Comissão de Cidadania e Direitos Humanos da Assembléia Legislativa recebe o ministro da Justiça, Tarso Genro, e o presidente regional da Conferência Nacional do Bispos do Brasil (CNBB), Dom José Mário Stroeher. Segundo o presidente da Comissão, deputado Dionilso Marcon (PT) será abordado na audiência pública, o tema da Campanha 2009 que trata da “Fraternidade e Segurança Pública”. O debate acontece na sexta-feira (3), a partir das 9h, no Teatro Dante Barone. Além disso, as demais comissões técnicas da Casa vão tratar de assuntos como: a execução orçamentária estadual do primeiro bimestre de 2009; os problemas enfrentados pelo setor vitivinícola no Estado; o transporte de doentes do interior para a capital gaúcha e o Programa Federal Brasil Profissionalizante.

Pelo fim da Pena de morte no Brasil

Somente no Rio Grande do Sul neste final de semana(28) mais de 10 pessoas foram assassinadas. Acerto entre traficantes, acertos de traficantes e usuários "inadimplentes", grupos de extermínio, brigas entre familiares, brigas entre vizinhos, brigas de trânsito, gangues juvenis etc. No Brasil tudo é motivo para que alguém tire a vida de outro por motivo banal. Além dessa dura realidade, ainda sou obrigado a ouvir e ler o clamor de algum sabujo da grande mídia que prega e defende a pena de morte. A dura realidade é que pena de morte aqui já existe hámuito tempo e é praticada em larga escala, diariamente, a cada hora, sem a presença de juiz ou de testemunha (QUE TAMBÉM PODE SER A PRÓXIMA VÍTIMA). Para combater a pena de morte no Brasil e estancar a criminalidade em nossa sociedade precisamos entender que não basta somente blindar nossos carros, comprar a mais nova tecnologia de segurança para suas casas. Necessitamos de mais justiça social, mais distribuição de renda e, claro, muito mais educação.

29 de mar de 2009

Caminhos das Índias

[.....rio Ganges, sagrado para os hindus. Para nós é algo apavorante, imundo e impensável, mas para eles não, faz parte da cultura. Nesse rio eles soltam os corpos dos mortos sendo cremados em cima de balsas de madeira. Os de "castas inferiores" não podem comprar muita madeira então o corpo não é totalmente cremado, sobrando os restos que aparecem nas fotos... Os mais afortunados compram mais madeira e o corpo queima até virar cinza. Nesse rio eles tomam banho, bebem a água, lavam suas roupas ... As vacas são consideradas santas também e são muito respeitadas e, quando morrem, também são jogadas no rio.....]




Feliz Aniversário Porto Alegre (ahahha)

Esta imagem foi tirada hoje (29) do parque-Praça Professor Gaelzer, no Bairro Tristeza, em Porto Alegre. A gurizada e seus pais estavam praticamente dentro do mato e vários equipamentos já estão quebrados há anos pelo uso. Se fossemos comparar e dar nota ao serviço público de Porto Alegre, no sexto ano da gestão Fogaça, qual nota você daria ? Ao lado fiz uma pequena enquete sobre o tema. Sobre a cidade entendo também que o excesso de placas e sinaleiras e inversamente proporcional a pouca sinalização que a cidade oferece (não se sabe pra onde vai nem da onde vem) , além de dezenas de semáforos com luzes queimadas e galhos de árvores que encobrem os sinais também são fatores relevantes. Das paradas nem vou falar nada porque algum cidadão já fez juz ao custo que teve ao colocar galinheiros em algumas paradas de ônibus. Nossa entrada da cidade que deveria ser um cartão postal de boas-vindas é um lixo e quem vem das praias em direção a fronteira sempre erra o caminho e acaba entrando na rodoviária por falta de sinalização. Feliz Aniversário Porto Alegre !

O criminoso exército de Israel

Matéria publicada no site da Carta Maior desta semana (29) mostra as atrocidades do Estado de Israel contra a população civil na Faixa de Gaza. A reportagem é de Clarissa Pont. Vale a leitura.

Dois meses depois da ofensiva de Israel na Faixa de Gaza, deflagrada entre 27 de dezembro e 18 de janeiro, surgem novas denúncias sobre crimes que teriam sido cometidos contra civis palestinos – muitas delas provenientes de jornais e entidades israelenses. Nos últimos dias, o grupo de proteção dos direitos civis Human Rights Watch, o diário inglês The Guardian e o jornal israelense Haaretz publicaram matérias e divulgaram documentos sobre o tema.

28 de mar de 2009

Na caçapa

Até os flanelinhas da Praça da Matriz sabiam que o procurador Mauro Renner estava pela bola 7 para deixar a chefia do Ministério Público Estadual. Como a desgovernadora não é obrigada a escolher o mais votado, e o atual procurador ja tinha cumprido seu dever de "Casa" a escolhida foi a procuradora Simone Mariano por uma questão de gênero, segundo Yeda (ahahahahaha). Simone foi apoiada pelo secretário estadual da Transparência e da Probidade Administrativa, Carlos Otaviano Brenner de Moraes, procurador do MP. Podemos afirmar então que com a eleição do MPE resolvida o caso dos grampos será investigado a fundo pelo MPE (ahahahaha). A troca de comando no MPE guasca, na minha opinião, não faz a mínima diferença, pois todos sabemos que os valorosos quadros do MPE, do alto do seu majestoso prédio, têm lado e defendem o estado de direito. Sabem a quem deverão defender no momento exato. O povo gaúcho é o mais politizado do Brasil.

Eu quero um presídio na minha cidade

É uma hipocrisia no Estado mais politizado politizado do Brasil (ahahahahaha cof cof cof) que municípios se mobilizem para não receber presídios. Enquanto fazem cavalgadas, regadas a churrasco e uma boa chachaça para protestar com a construção, centenas de apenados comandam livremente de dentro daquele tipo de cadeia a maior parte dos grandes crimes vistos por ai. Sequestros, assaltos a banco, assalto a carro forte, tráfico, roubo de carga etc.. Diferente do presídio central de Porto Alegre (uma masmorra) o município de Charqueadas, que fica a 45 quilômetros distante de Porto Alegre, abriga vários presídios e tem residente um batalhão inteiro de policiais militares. Nunca se ouviu falar que a comunidade tenha sido atacada por quadrilheiros e que a criminalidade tenha aumentando, pelo contrário. Sempre falo aos meus amigos que um município para se desenvolver deve possuir um dos três eixos: industria, universidade ou um presídio. Sim ! são dezenas de policias que moram, recebem seus salários e os investe na cidade, gerando emprego e renda. Os prefeitos não se deram conta que também os parentes dos presos geram indiretamente emprego na cidade que os acolhe. Peça ao prefeito de Charqueadas o quanto cairia a arrecadação da cidade caso todos os presídios fossem transferidos daquela localidade. Outro fator que pesa a favor da cidade é que deve ser negociado como o governo Federal e Estadual é que a compra de todo o material para a construção e manutenção do presídio possa ser feita com materiais do comércio na própria localidade, assim como a alimentação dos presos e a reciclagem dos materiais. Se eu fosse prefeito e não tivesse a oportunidade de ter uma universidade ou uma industria, eu aceitaria, de bom grado, uma boa penitenciaria de segurança máxima. Quem sabe até junto com a vinda de um presídio o governo possa criar alguma extensão universitária na cidade. Enquanto isso a churrascada anti-presídio corre solta em nosso pago politizado.

27 de mar de 2009

Ópera do malandro

São tanta coisas que gostaria de comentar sobre a edição de Zé H de hoje (27), mas vou me ater a manifestação estudantil feita ontem em frente ao Palácio Piratini e a pesquisa em que Fogaça aparece como terceiro de um Ranking de 10 prefeitos melhor avaliados. Pra começo de conversa a mídia guapa transformou uma puta manifestação estudantil, liderada pela UNE, DCEs e movimento estudantil de Porto Alegre em uma manifestação do PSOL, pura mentira. Vi centenas de estudantes com várias bandeiras (PT, PSOL, PDT, UNE etc..) Reduzir essa manifestação plural a um evento de uma sigla partidária é pura manipulação para dar a idéia de que o ato foi um movimento isolado de um partido contra a desgovernadora. Outra pérola é a pesquisa Datafolha que Zé H coloca Fogaça em terceiro lugar. No entanto a nota 5,8 é atribuída a mais três candidatos, numa mesma linha. Se fosse um prefeito do PT, provavelmente de terceiro ele passaria para o sexto lugar, mesmo lugar que está a prefeita de Fortaleza, a petista Luizianne Lins. Zh usou o mesmo critério para colocar Gilberto Kassab do DEM de São Paulo na frente de Luizianne. A malandragem é tanta que tanto a cartola quanto o título diz tudo: Porto Alegre, média foi a terceira maior (a média) aí arremata com o título ( Fogaça recebe 5,8) e depois no lead coloca de cara o homem em terceiro. O gaúcho é povo mais politizado do Brasilllll (haahahahhahsdhshshshshhschhch c hchhhhhhhh).

Empresária ou contrabandista ??

Hoje a grande mídia descreve a prisão da contrabandista e quadrilheira Eliana Tranchesi, dona da butique Daslu na condição de empresária, assim como o seu irmão Antônio Carlos Piva de Albuquerque, ex-diretor "da loja" da "famiglia". Ambos foram condenados pela Justiça Federal a puxar 94 anos de prisão, ontem em São Paulo. Segundo apurou o MPF o esquemão abastecia a high society paulistana e algumas lojinhas guapas, onde senhoras empiriquitadas dos pampas desfilavam a última moda Daslu no "countriii". Engraçado ! Quando prendem os mochileiros que se arriscam a perder tudo que tem na ida ou na volta ao Paraguai para ao trazer seus "produtos", a grande mídia os representa com o título de piratas, contrabandistas, contraventores,etc. Mas como a turma é do andar de cima, a senhora Daslu ainda leva o título de "empresária". Entendo que a Associação dos Empresários do Estado de São Paulo ou a FIESP (ahahah) deveria fazer uma mobilização nacional para que a denominação "empresário(a)" não seja utilizada pela mídia quando gente graúda é presa. Usem somente contrabandista, como são tratados os mochileiros.

26 de mar de 2009

Tribunal Militar quer resistir a extinção

Recebo um e-mail da assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça Militar falando de um tal de "Movimento de Resistência à extinção da Justiça Militar". Segundo o release mais de 300 brigadianos participaram da mobilização. Em determinado trecho da carta o TJM ataca duramente o Tribunal de Justiça afirmando que os soldados correm o risco de ficar durante anos esperando no banco dos réus. Isso é praticamente uma piada, um Tribunal que gasta mais de R$ 22 milhões de reais ao ano para "julgar" casos que a própria justiça comum poderia fazer com a sua estrutura.

A saber: Juízes e funcionários do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) fizeram inspeção no Tribunal da Justiça Militar do Rio Grande do Sul, em Porto Alegre, e encontraram irregularidades administrativas, com indícios de nepotismo e de vencimentos de magistrados com valores acima do teto constitucional, que, segundo a Resolução do CNJ nº 14/2006, é de R$ 24.500,00, informa a Agência de Notícias do Conselho Nacional de Justiça.

Estudantes pedem o "Fora Yeda" em POA

Centenas de Estudantes estão, neste momento, em frente ao Palácio Piratini em protesto contra a corrupção no governo Yeda e o desmonte da Educação Pública. Liderada pela UNE, DCEs, Centros Acadêmicos e Grêmios Estaduais, os jovens entoam palavras de ordem e exigem o fim da corrupção no no governo Yeda. Esta manifestação soma-se a outras já realizadas em Pelotas e Santa Maria. O blog Caras-pintadas foi criado justamente para expressar a insatisfação da juventude com a corrupção no RS.

Paiani falará na Assembleia Legislativa


O ex-ouvidor do governo do Estado, Adão Paiani, expulso do PSDB na terça-feira (24) pela executiva estadual do PSDB, aceitou ontem (25), em debate da rádio Guaíba, o convite do presidente da Comissão de Cidadania e Direitos Humanos da Assembleia Legislativa, deputado Dionilso Marcon (PT) para que vá ná próxima quarta-feira (01/04) falar sobre as denuncias que fez de escutas ilegais. O parlamentar solicitou que Paiani desse mais esclarecimentos sobre os famosos grampos telefônicos. No programa Espaço Aberto o ex-ouvidor afirmou que o sistema guardião não tem controle e quando questionado pelo jornalista Gustavo Motta se haveria mais gravações, afirmou que pode trazer mais "documentos" que comprovariam às escutas ilegais. Marcon questionou a falta de ação da ouvidoria e que no ano passado teria denunciado o afastamento por motivos políticos do tenente-coronel Scussel do comando da região de Lajeado e que se às provas tivessem vindo à tona naquele período o oficial da BM poderia ter se defendido. Paiani negou que tivesse recebido as gravações naquele tempo. No momento do debate, chegou informação de que a esposa do ex-ouvidor, Rosane Paini, havia enviado carta ao deputado Pedro Pereira (PSDB) com cópia para vários parlamentares defendendo o marido e destruindo de forma categórica as explicações do procurador de Lajeado sobre a suposta entrega das gravações à Paiani. O ex-ouvidor ficou orgulhoso da mulher

Leia a Carta de Rosane Paiani, exposa do ex-ouvidor:

Sr. Deputado Paulo Pereira

Na tarde de hoje, assisti à TV AL, coisa que não faço com muita frequência. Pude ouvi-lo, Dep. Paulo Pereira, em sua manifestação na tribuna, tecer comentários acerca do encontro ocorrido entre o Promotor de Lajeado, Sr. Porto, e o advogado Adão Paiani, meu esposo. Pude perceber que o sr. (e outros deputados de sua base) estão um tanto desatualizados das últimas informações jornalísticas e dos fatos verdadeiramente ocorridos. Como sou uma pessoa generosa e defensora da verdade, e como acompanhei todos os acontecimentos mais proximamente que o sr., vou lhe repassar algumas informações relevantes.

Em primeiro lugar, Adão Paiani não foi a Lajeado com carro oficial, como maliciosamente referiu o "ingênuo" promotor de Lajeado. Aliás, na ocasião de seu depoimento junto ao Ministério Público, Adão levou consigo cópia do pagamento de pedágio (carro oficial não paga pedágio, lembra?). O promotor de Lajeado ao dizer que meu esposo visitou-o utilizando carro oficial caiu em contradição 2 vezes, informando carros muito diferentes do utilizado naquela viagem. Numa terceira tentativa, uma "testemunha" informou o modelo do carro utilizado. Mas isso, ocorreu mais de uma semana depois da autoincriminação do Sr. Porto, tempo suficiente para consultas no banco de dados do Detran e verificação acerca de qual é o carro particular do advogado.

Em segundo lugar, Adão não foi a Lajeado a procura do sr. Porto. Muito pelo contrário. Adão sequer sabia que esse promotor existia! Paiani foi convidado pelo próprio Promotor de Lajeado, por intermédio de um terceiro, a comparecer ao Ministério Público para conversar com o tal promotor, quando já estava praticamente pronto para retornar a Porto Alegre pois havia concluído sua missão. De boa-fé, meu esposo se dirigiu ao Ministério Público e conversou com o sr. Porto. Na conversa, inclusive, trataram da turbulenta exoneração de Adão e teceram comentários sobre a deselegância de uma governadora que, dias depois de confirmar a recondução ao cargo, exonera servidor, via Diário Oficial, sem sequer um aviso telefônico. Dito isso, o sr. Porto já sabia da condição de exonerado de meu esposo, caindo por terra sua versão de que Adão teria se apresentado "como Ouvidor" a "mando da governadora". Na ocasião de sua conversa, falaram inclusive, da causa da exoneração: uma traição de assessores da Ouvidoria que teriam anunciado ao chefe de gabinete da governadora denúncias anônimas recebidas contra ele. Isso justificaria o motivo pelo qual os 2 CCs, assessores de "confiança" do meu esposo, ainda estarem trabalhando no Palácio Piratini, ao lado de Ricardo Lied, enquanto todos os servidores da Brigada Militar e Polícia Civil que tinham vínculo de afinidade com meu esposo sofreram todos os tipos de retaliação após as denúncias apresentadas à OAB.

Questiono-me, e não consigo encontrar as respostas, (talvez o sr. possa me ajudar): se as gravações contidas no CD foram geradas com autorização legal, por solicitação do Ministério Público, e estavam em poder do Sr. Porto (conforme a tese desse promotor) porque não houve apresentação de denúncia contra o chefe de gabinete da governadora no ano passado? Por que o Sr. Porto desapareceu depois que suas versões começaram a ser colocadas em dúvida? Por que o Sr. Porto não aceitou o desafio de acareação proposto por meu esposo? Por que o promotor de Lajeado teria "separadinho", num CD, gravações "irrelevantes e sem importância" em seu gabinete? Porque as gravações "irrelevantes e sem importância" preenchem perfeitamente tipos penais brasileiros? Será que o Sr. Porto recebeu ordens superiores para não apresentar denúncia contra o chefe de gabinete da governadora? Será que o Procurador-Geral de Justiça, Mauro Renner, levou ao conhecimento da Governadora as gravações "legais" onde constava seu chefe de gabinete claramente praticando ilícitos penais e recebera ordem de arquivar o material? Será que a governadora sabia disso então? Será que o Sr. Mauro Renner teria rasgado seu código funcional, seus princípios éticos e pessoais para garantir sua permanência no cargo máximo do Ministério Público Estadual? Perguntas pessoais que estão sem resposta.

E mais. Hoje, na coluna da Rosane de Oliveira, em Zero Hora, existe a menção de que a governadora estaria confiando "ainda mais" em seu chefe de gabinete porque antes das gravações virem a público, ele teria dito a ela sobre o que se tratavam. Ora... então o Ricardo Lied sabia da existência de gravações? Sabia do teor das gravações? Como teve acesso a esse material? Esse CD já teria passado pelo Palácio Piratini? Nada se fez a respeito disso na ocasião? Isso só comprava que meu esposo sempre disse a verdade: o sistema de dados é mal fiscalizado, utilizado de forma ilegal há muito tempo.

Ainda, o sr., em sua manifestação na tribuna, informou que meu marido "virou o cocho" depois de ter se beneficiado por 2 anos de um bom salário no governo. Bem, importante lhe dizer que uma pessoa que não detém o dom da palavra, como é o seu caso, e se mostra visivelmente desconfortável diante da prática da oratória, deveria se abster de se utilizar de palavras tão chulas e expressões do senso comum, pois se assim o fizesse, poderia até passar por um sábio tímido e não por um ignorante pretensioso.

Se meu esposo tivesse "virado o cocho" (permita-me utilizar-me de expressão de sua preferência, apesar de meu esposo não ser nenhum semovente) ele teria entregue o CD à oposição, ao Paulo Feijó, por exemplo (persona mui grata por seu partido, não é mesmo?). Mas não foi isso que ele fez. Em nenhum momento Adão teceu qualquer comentário depreciativo ao governo. Em nenhum momento citou qualquer nome de pessoas envolvidas nas gravações entregues à OAB. Em nenhum momento divulgou o teor das gravações. Pelo contrário, manteve sigilo (da fonte e do conteúdo do CD), discrição, respeito ao governo que integrou durante mais de 2 anos e deixou claro que a fragilidade do sistema guardião era herança de governos anteriores.

Respeito esse que não se vislumbra no "novo jeito de governar" cuja primeira medida ao saber de irregularidades envolvendo seu governo, foi a de desconstituir a pessoa do denunciante, medida baixa e típica de quem quer acobertar o que realmente é relevante: os crimes praticados sob o abrigo do munus publico contra a administração pública.

O sr., na tribuna, hoje a tarde, falou em "dois pesos e duas medidas". Interessante sua colocação. Isso eu pude vislumbrar nos atos da sra. Governadora no últimos dias: enquanto as gravações não se tornaram públicas, ela declarava aos quatro ventos asmesmas serem LEGAIS. Depois que as gravações, contendo crimes de tráfico de influência e consulta ilegal a banco de dados do Estado praticados pelo chefe de gabinete dela se tornaram públicas, a chefe do executivo passou a dizer que as gravações eram ILEGAIS e por isso não podiam justificar o afastamento de Ricardo Lied do cargo de chefe de gabinete! Pergunto: que outros esclarecimentos o Sr. Wenzel pretende elucidar? As gravações não foram claras? Será que vão pagar alguém para dizer que quando está resfriado fica com a voz igual ao do Ricardo Lied ao telefone? Francamente! Defendem o indefensável.

Meu esposo, nos dois anos em que trabalhou para o governo gaúcho, dedicou 24 horas por dia, 7 dias por semana, sem férias, fidelidade canina à Governadora, mesmo quando constatava o amadorismo político de seu partido (amadorismo típico de um partido eleito acidentalmente e chefiado por uma dose "desequilibrada" de estrogênio).
Filiou-se ao PSDB por encantamento aos princípios ideológicos e por admirar personalidades integrantes do ITV - Instituto Teotônio Vilela, pessoas do mais alto gabarito e intelectualidade, dentre elas, Prof. Crusius, homem gentil e culto. Aliás, segundo sempre disse meu esposo, um grave erro político do governo Yeda é cercar-se dos piores membros do PSDB, homens medíocres de condutas morais duvidosas, ao invés de trazer para junto de seu gabinete os intelectuais do partido, que por causa de uns poucos, não conseguem colocar ao serviço público suas habilidades técnicas e filosóficas.

Meu marido foi exonerado, via Diário Oficial, para ser silenciado. Mas o que o PSDB não sabia é que meu esposo é homem leal e fiel aos seus princípios éticos e morais, fiel à sua palavra. Jamais tornaria pública qualquer denúncia que pudesse comprometer a imagem de um governo já tão fragilizado e desgastado por inúmeras denúncias mal respondidas. Sempre buscaria a solução dos problemas internamente, já que o governa Yeda encontra-se à beira de um precipício. O que o PSDB não imaginava é que o compromisso maior de meu esposo é com sua própria consciência. Ele jamais se calaria. E não se calou. Denunciou. E denunciou de forma responsável, leal, ética e grande. Grande demais para um governo tão pequeno e pobre.

O PSDB não merece ter meu marido como filiado.
Meu esposo saiu de um governo corrupto sem se envolver com a corrupção. Orgulho-me dele, pois poderia simplesmente ter se calado, saído à francesa e ser mais um covarde a se omitir.
Hoje, duas semanas após as denúncias terem sido apresentadas à OAB, questiono-me se vale a pena ser honesto e denunciar as irregularidades na administração pública. O poder público compra quem estiver por perto para desconstituir a imagem do denunciante numa vil tentativa de ofuscar as gravidades das denúncias. Surge promotor assumindo a prática de crime que não cometeu. O rosto do denunciante é publicado em todos os jornais com o título de mentiroso. O serviço de inteligência do governo faz uma devassa em sua vida. Você é julgado e exposto à opinião pública como se fosse o praticante do fato delituoso. Sua fonte é buscada a todo custo, induzindo a sociedade a pensar duas vezes antes de denunciar alguma irregularidade que envolva autoridade do alto escalão. Sua saúde paga um preço alto por tudo isso. Sua família sofre as suas dores. Você se sente impotente e sem voz quando os detentores do poder se utilizam dele para proteger e garantir a ampla defesa a criminosos claramente desmascarados. Você sente aquele perfume de massa sovada, com molho de tomate, mussarela, calabresa e orégano levada ao forno à lenha e misteriosamente você, ao invés de fome, sente repugnância. E você sente um desejo imenso de rasgar a Constituição Federal porque percebe que ela não tem utilidade social e democrática nenhuma...

Os princípios mais elementares de um Estado Democrático de Direito são flagrantemente desrespeitados, e denunciar, em tempos tão diferentes quanto os de hoje, não adianta nada.
Eis meu justo desabafo.

Rosane Paiani, cidadã decepcionada, advogada atenta e esposa orgulhosa."

25 de mar de 2009

Porto Alegre é demais by Celeuma

Porto Alegre é que tem

Um jeito legal (olha a foto acima)

É lá que as gurias etc. e tal ( ??????????????)

Porto Alegre me faz ( ahahahhahahaah) que fissura)

Tão Sentimental

Porto Alegre me dói (doi mesmo)

Não diga a ninguém (Só depois da eleição)

Porto Alegre me tem (Eu não)

É lá que eu vivo em paz ( ahahahhahaahaahhahahaha) bumm, plá, tum, pa´pa´pa´, perdeu , perdeu, perdeu

A pedido do xuviskovic.blogspot.com

Bingo !

Ontem (23) em conversa no MSN com o Marco do RS Urgente eu cantei a pedra (ahahahah). Se a desgovernadora tem 9% na avaliação para a corrida de 2010 no RS e a margem de erro for de 4% ela pode ter realmente menos de 5%, BINGO !!! a pesquisa Datafolha mostra o pior índice entre todos os governadores. Qual será a repercussão na imprensa guasca ? (debates, comentários, entrevistas, perguntas, questionamentos, enquetes de ruas, âncoras comentando, articulistas avaliando) ahahahahahahhahahahahaha. Mas isso, agora, já não é importante, e ELES SABEM DISSO. Neste momento em que o barco comeca a adernar à direita embicando a proa levente ao fundo e os ratos já começam a buscar refugio em botes salva-vidas o PMDB, do ex-governador Simon, do ex-governador Britto, do ex-governador Rigotto e com participação efetiva (bota efetiva nisso) no governo Yeda, formando quase uma geração de governantes no Rio Grande do Sul, só "sairá" do governo Yeda no limite do afundamento do barco do PSDB no RS, assim com o PP do Fala Liderança ! Fogaça, ex-PPS, agora de volta ao ninho (PMDB), apoiado pela grande mídia, vem com aquela lenga-lenga de songa monga de que não quer concorrer bla bla bla, mas por baixo articula mais quatro anos ao PMDB, completando assim quase vinte anos de estagnação econômica, social e política. O PSDB quasca já sabe qual será o seu papel nas eleições 2010 e tenta desesperadamente descolar a imagem de Yeda a de seu principal candidato a presidente aqui nos pampas.

24 de mar de 2009

Amigos para sempre


Hoje nossa abelha rainha nos brinda com uma importante informação. A vinda de José Serra à terra guasca. Serra vem palestrar para empresários gaúchos de Caxias. Provavelmente nossa governadora 9% vai colar (ahahhaa) no seu candidato a presidente e anunciar alguma medida anti-crise para o Estado, pois até agora nada. O PMDB, é claro, estará presente , afinal a parceria do PMDB e PSDB no RS tem mais de uma década, iniciando com Antônio Britto, que tinha Vicente Bogo do PSDB como vice-governador, passando por Rigotto que tinha Antônio Holfeldt também do PSDB. Em 2006, Eliseu Padilha do PMDB foi o coordenador de campanha da frente liderada pelo PSDB contra Olívio Dutra. Agora, novamente o candidato Fogaça que aparece 03 vezes no Correio do Povo de hoje (23) ahahahahahaha deverá prestigiar seus parceiros . Será que o Lair , o Culau, o Delson Martini e o Chico Fraga prestigiarão o fabuloso evento na Serra gaúcha ? O gaúcho é povo mais politizado do Brasil (ahahahahahhhhhhhoooouuuuhhhhhhahahahahahahahiiiiiiiii)

é Su R R E a l

É surreal, a gente ter de ouvir a desgovernadora Yeda Crusius (PSDB) tentando salvar o que ainda resta do seu governo; é surreal ter que aguentar o mar de lama que seus principais assessores estão envolvidos; é surreal ter um chefe de gabinete que faz espionagem política com o amparo do Estado; é surreal ter um governo que anuncia o déficit zero investindo menos da metade do que é obrigado pela Constituição; é surreal ouvir uma entrevista com Ana, la Vieja entrevistando Eliseu Padilha;é surreal ter uma casa de R$, 1,5 milhão que vale apenas R$ 750,00. O POVO GAÚCHO É O MAIS POLITIZADO DO BRAZILLLLLLLL (AHAHAHAHHA0OO)

23 de mar de 2009

Espionagem Sim !

Fiquei enojado com a entrevista do chefe de gabinete da governadora Yeda Crusius (PSDB), Ricardo Lied concedida ao jornalista Giovani Grizotti que foi ao ar no programa Gaúcha Atualidade nesta manhã (23). Em alto e bom som, Lied diz que não espionou ninguém, que não fez nada de anormal. Até mesmo o mundo mineral, ouvindo às gravações, consegue entender que o governo Yeda "levantou" de forma ilegal a ficha do ex-deputado Luis Fernando Schmidt: Ricardo Lied: Não tem nada o Luis Fernando. Não tem nada na ficha dele; nada, nada, nada; eu tenho comigo, não tem nada; ele só tem uma perda de documento. Nunca teve nada na ficha.
Se isso não é espionagem política e uso da máquina pública para intimidar e até mesmo chantagear possíveis adversários então eu não sei o que isso significa. Tenho certeza que o nosso "bravo" Ministério Público saberá o que fazer com essa gravação (ahahahaha)

Um orfão na imprensa guasca

Dos políticos que seguidamente aparecem em escutas, em supostos envolvimentos com propinas e desvios de recursos públicos, geralmente são os mesmos que semanalmente falam em programas de rádio e aparecem na TV guasca, além é claro dos metros e metros de colunas de jornal placidamente publicados na área da política e social. Um dos programas se destaca, é um jornalista que adora disparar seus laseres contra os movimentos socias, defender papeleiras, concessionárias de pedágio e privatizações. Antes da operação Rodin da PF chegava ser chato ter que ouvir a maioria dos envolvidos nessas mutretas num bate-papo amigo com esse âncora. Esse mesmo "jornalista" sempre que podia mirava o laser contra o PT e não perdia a oportunidade de massagear o ego de "políticos ?" com o do ex-ministro dos Transportes Eliseu Padilha e do homem-mercado Jorge Gerdau. Agora esses mesmo jornalista, tão valente e ético, parece que anda meio quieto, meio triste, meio órfão de seus entrevistados preferidos. Deve ter mais gente por ai com o mesmo sintoma (aahahaha)

22 de mar de 2009

FHC: Dantas é um homem brilhante

O que é que a Bahia tem

A edição da Carta Capital desta semana (23) trás uma interessante reportagem sobre a política de gestão do governo Bahiano.Vale a leitura. Melhorar a gestão pública, nas últimas décadas, virou sinônimo de desmonte da máquina estatal, com a transferência de obrigações ao setor privado. A Bahia quer mostrar ser possível escapar desse dilema, sem espantar potenciais investidores. A receita implantada pela Secretaria de Planejamento consiste em aplicar no governo processos e técnicas de gestão normalmente associados à administração de empresas. Sem abrir mão da transparência e da abertura à participação popular. Para ler na íntegra clique aqui.

A crise mundial e a Marolinha. Aqui nada ?


Passados quase dois anos de administração Yeda (hahahhah) e até agora nossa mídia guapa nem sequer pediu uma avaliação para os Institutos de Pesquisa. Lembro que o grupo RBS (me ajudem ) fez várias consultas para avaliar o governo Olívio Dutra, mas até agora há sí um silêncioooo. Nesta semana que passou, parte da mídia entrou em convolução com a redução do índice de popularidade de Lula devido a uma pesquisa feita pelos institutos (que ainda é maior que os seus sucessores em época de fartura) sobre a Crise Mundial e a popularidade do governo. Coincidência ou não (ahahahahha) foi feita logo depois da propaganda do DEM, aquela que Lula fala da marolinha. Nós gaúchos politizados poderíamos sermos brindados com o acesso a essas pesquisas que circulam por aqui do nosso bravo governo Yeda e qual a percepção que o povão tem sobre ás ações de Yeda para combater a Crise. Vou dizer uma coisa pra vocês, se essa crise fosse em época anteriores, acho que já estaríamos de joelhos, como ficamos por duas vezes na era FHC. É só pesquisar. Outro artigo interessante está no site do jornalista Paulo Henrique Amorin,denominado: O Brasil teria aguentado mais 8 anos de FHC ?,vale a leitura

Gota D´água - Kayser


Para quem deseja entender um pouco sobre o grande tesouro que é a nossa água e que nós gaúchos politizados (ahahahaha- Viva o Padilha) estamos deixando nos bolsos, ops não mãos de "terceiros" para cuidar da política de saneamento do RS, basta entrar no site do Sindiagua para entender o que está por detrás de tudo isso. Eu recomendo a leitura e também o jeito bem-humorado de debater o assunto. Acima estãos algumas das charges do Kayser sobre o tema. Um deles é a proposta de uma PEC (Proposta de Emenda Constitucional) contra a privatização da Corsan. Aliás ! Alguém sabe dizer quantos carros locados a Corsan tem rodando pelo Estado ?





21 de mar de 2009

Padilha, eu vi Guinomos


Alguém aí acredita em Papai Noel ou Coelhinho da Páscoa ? Pela declaração do deputado Eliseu Padilha, a imprensão que dá é de que nós acreditamos que os R$ 267 mil referente a um pagamento de uma suposta "consultoria" (ahahahaahahhahaha) (ahahahahahahhahaha) (campanha eleitoral ?) vieram mesmo de um suado estudo sobre sistema viário nacional. Acho que somente o presidente do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, acreditará nessa fantasiosa Terra do Nunca. A Polícia Federal chegou ao deputado a partir da Operação Solidária que apontou falcatruas em contratos da merenda escolar em municípios da região Metropolitana de Porto ALegre e em Canoas, com indícios de fraude de R$ 300 milhões em obras públicas. Segundo a revista Época, a polícia descobriu telefonemas do "empresário" (ahhahahah) Marco Antonio Camino para Padilha. As escutas levaram a PF à conclusão de que havia tráfico de influência e outras coisitas mais. A revista, supostamente, teve acesso aos relatórios da PF e do Ministério Público Federal (MPF), que revelariam um depósito de R$ 267 mil da MAC Engenharia na conta da empresa Fonte Consultoria Empresarial, cujos sócios são o deputado e sua mulher, Maria Eliane. A cada dia que passa em nosso Estado eu tenho certeza de que há guinomos no Palácio Piratini. " Como dizem por aí, sou expert em infraestrutura e acabei opinando sobre oportunidades no novo sistema nacional de viação" , diz Padilha (ahahahahahahahahhahaha) Agora Vai !

20 de mar de 2009

Mar de Lama

Se das oito gravações entregues pelo promotor de Lajeado Pedro Rui Porto apenas uma era legal, como o Ministério Público vai explicar os grampos frios que o próprio MP entregou ao ex-ouvidor Paiani. Está mais do que na hora dessa turma toda dar uma explicação convincente à sociedade, ao invés de dar férias para um dos principais envolvidos no escândalo. Li uma crítica na mídia guasca que dizia ser um exagero a participação da Polícia Federal neste caso. Vejamos: se o governo do Estado, a secretária de Justiça, a ouvidoria e o Ministério Público Estadual estão atoloados nessa lama até o pescoço, quem então pode nos salvar, se não a PF ? Quem garante que essas foram as únicas escutas ilegais do guardião se até mesmo os próprios deputados desconfiavam que seus telefonemas eram ouvidos por arampogas. Até o momento não se divulgou os nomes de nenhum responsável pelo sistema guardião (se é que havia) e o secretário-general ainda não abriu a boca nem pra dizer o nome. Nossa desgovernadora está novamente em um tur pelo país para divulgar as maravilhas de seu governo, enquanto isso a mídia guapa faz o que pode pra segurar a o mar de lama que cobre o Piratini e pelo visto já está chegando ao Forte Apache (sede do MP).

Know-how gaúcho em Minas. Fala Liderança !


Hoje(20), na coluna de Ana, a Vieja, está anunciado com pompa o almoço de José Otávio Germano (PP) (único deputado gaúcho convidado) para o manjar com o governador Aécio Neves (PSDB), que será, segundo informa a coluna, na segunda-feira (23), no Palácio da Liberdade, em Belo Horizonte. A nota diz ainda que o encontro foi agendado pelo diretório do PP mineiro (ahhahahahaha) . Acho que o PP mineiro quer levar o Know-how do ex-secretário do governo Rigotto para Minas, tendo como ênfase especial a área de trânsito. Pelo visto o RS já pode exportar conhecimento. (ahahahha) Fala Liderança !

O MP e a saída à Francesa ou é Inglesa

Na rivalidade histórica entre Franceses e Ingleses, também nas guerras, em forma de brincadeira, disputavam entre si qual dos seus soldados abandonavam primeiro seus postos nos campos de batalha, (saiam de fininho do enfrentamento). A expressão cunhada pelos Ingleses foi take french leave e a dos franceses a filer à l'anglaise . O certo é que em terras tupiniquins a versão inglesa foi aceita com mais naturalidade (ahahahah). Aqui na terra guasca, o "valoroso" MP seguiu a risca a velha prática dos soldados franceses e ingleses e determinou que o promotor eleitoral de Lajeado, Pedro Rui da Fontoura Porto saísse de férias. Enquanto o MP debanda, Paiani afirma ter conseguido gravações de grampos ilegais que teriam vazado. O que tiramos de lição disso tudo é que um deles mente, e mente bem. Porde trás de tudo isso está a encobertação de algo bem mais cabeludo. Será que não é melhor que se vá os anéis para que não se percam os dedos das mãos ? ou seria todo o braço (ahahahahhahahah).

19 de mar de 2009

Por que Yeda não faz nada contra a crise no RS

Alguém sabe dizer quais foram as medidas que o governo Yeda tomou para enfrentar a crise em nosso Estado ? eu não me lembro de nenhuma. Aliás, Em 2008 Yeda deixou faltar na educação R$ 1,3 bilhão e na saúde deixou de investir R$ 1,107 bilhão. A média de execução orçamentária, nos últimos dois anos, é apenas a metade do que foi autorizado pela Assembleia. Nos fóruns de interiorização da Assembleia , a bancada governista na Assembleia tem saído de lombo liso dos debates econômicos e poucos aparecem para falar de alguma ação anti-crise do governo PSDB para fomentar nossa economia.

Como
o RS tem sua economia atrelada fortemente ao setor primário e às exportações, a retração da economia mundial tem impactos diretos e imediatos. A Queda na produção industrial de janeiro de 2009 caiu 20,3%, em relação a janeiro de 2008 e as exportações de janeiro de 2009 caíram 39%, em relação a janeiro de 2008. Os setores mais atingidos foram os pólos metal-mecânico, máquinas e implementos agrícolas, calçadista, avícola, fumo entre outros. (A federação dos metalúrgicos do RS calcula que entre outubro de 2008 e janeiro de 2009 foram perdidas 7.023 empregos no setor. Nos dois últimos anos, através do FUNDOPEM foram concedidos R$ 1,06 bi de forma concentrada: 92% foi concedido em 2008; 93% para grandes empresas; 54% para três empresas; 53% dos recursos do Integrar para as regiões mais dinâmicas do Estado (Serra, Vale do Taquari e Vale dos Sinos). Os recursos do integrar são sob a forma de subsídio, não há retorno para os cofres públicos; e a lei que criou o Integrar foi aprovada tendo como objetivo a descentralização dos investimentos, com vista à promoção do desenvolvimento das regiões mais carentes do Estado. Redução do crescimento do PIB; Aumento do desemprego formal; Impactos sobre a economia informal (exemplo: queda dos preços das matérias-primas oriundas da reciclagem – papel, sucata, pet...) Posição conservadora do setor privado em relação a novos investimentos; Queda da renda; Dimuição da arrecadação e da taxa de juros. O Governo Lula, apesar da mídia guasca dizer ao contrário,vem adotando, dia-a-dia, políticas públicas antíi-crise, o mesmo que Yeda deveria fazer para ampliar sua intervenção sobre a economia, com vistas à amenização dos impactos da crise. Veja:

Criação de linhas de financiamento e ampliação de recursos

  • Para agricultura
    • R$ 500 milhões para produtores do Centro-Oeste
    • R$ 3 bi – antecipação dos desembolsos do BB (outubro/2008)
    • R$ 1,35 bi – ampliação de recursos do FNE e FNO
    • R$ 5,5 – aumento do crédito direcionado
    • Plano Safra 2008/2009 – R$ 83 bi (empresarial e agricultura familiar)
  • Para construção civil – linha crédito imobiliário para servidor público (BB e CEF) (R$ 8 bi)
  • Para as exportações (médias e grandes empresas) – linha de capital de giro do BNDES (R$ 10 bi)
  • Para setor automobilístico (R$ 4 bi)
  • Para micro e pequenas empresas – capital de giro do BB (R$ 5 bi)
  • Para produção e investimentos (ampliação de R$ 10 bi do Fundo da Marinha Mercante)
  • Redução do compulsório dos bancos (R$ 100 bi);
  • Fortalecimento do bancos públicos;
  • Autorização ao BB e à CEF para adquiriem participação acionária de outros bancos
  • Criação da Caixa Banco de Investimentos
  • Compra do Banco Votorantim pelo BB
  • Ampliação dos recursos do BNDES, mais R$ 100 bi
  • Adiamento da data de recolhimento de tributos federais
  • Redução do IPI de veículos (R$ 1 bi) e do IOF
  • Desoneração do Imposto de Renda – Pessoa Física – R$ 4,9 bi
  • Redistribuição de Renda
  • Ampliação do Bolsa Família
  • Adiantamento do aumento do salário mínimo para janeiro de 2009

Fonte: Assessoria Técnica da bancada do PT na Assembleia Legislativa.

18 de mar de 2009

Bolsa Família reduz impacto da crise e serve de modelo a outros países, diz OIT


Um relatório produzido pela OIT (Organização Internacional do Trabalho) indica que a ampliação do programa Bolsa Família pode contribuir para estimular o consumo interno e amortecer o impacto da crise mundial entre as camadas mais pobres da população no Brasil.O documento, que está sendo discutido nesta quarta-feira (18) durante reunião da Comissão de Emprego e Política Social da organização, apresenta uma análise do programa social brasileiro, com base em dados fornecidos pelo governo e outros estudos independentes. Para ler a matéria na íntegra clique aqui Fonte: http://www.ptsul.com.br/

A missão do candidato

O grande sonho da direita guasca gaúcha e da mídia pampeana é deixar o PT de fora do segundo das eleições, em especial no governo do Estado e na Capital. A partir desta semana, com a "desistência" de Olívio Dutra em disputar o Piratini, alguns jornalistas da colmeia já começam a colocar gasolina na fogueira das vaidades de alguns Petistas. O certo é que não haverá prévia e o candidato, seja ele quem for, terá uma dura missão (entendo ser a principal) unificar o partido dos trabalhadores, construir uma aliança coerente que seja capaz de derrotar ou expor ao máximo o atraso politico, social e econômico de nosso Estado. Na enquete que fiz, e que se encerra em algumas horas no blog, já despontam algumas preferências.

17 de mar de 2009

Surpresaaaa ??

Acompanhei atentamente a entrevista do promotor Pedro Rui Porto, de Lajeado à rádio Gaúcha hoje pela manhã. O promotor, quando questionado pela abelha rainha sobre o fato de que o ouvidor Adão Paiani já teria sido demitido há três dias e com ampla divulgação na mídia, o promotor simplesmente disse que lia apenas jornais regionais e que não sabia de nada. (isso é um atestado de ......?) Outro fato que chama a atenção na entrevista é de que em determinado momento ele afirma que havia separado de seis a oito CD's para entregar ao "ouvidor". Pelo que entendi o material já estava pré-separado para a entrega. E a tal da reforma na ouvidoria que agora vai ficar sobre o comando de Yeda. ahahahahahha Aliás, quem será que a governadora nomeará para presidir o MP. Surpresaaaa!

Foi importante contar contigo

A imagem do fotógrafo Eduardo Quadros revela um momento ímpar que ocorreu ontem(16/03) na Expo-direito. O frase escrita no portal que está acima da governadora e do deputado Federal José Otávio Germano (PP) revela tudo: " foi importante contar contigo. Até 2010 !" A nossa grande mídia, que sempre gosta de furos de reportagem "esqueceu" de registrar esse importante momento de reencontro de um deputado indiciado na operação Rodin pelo desvio de R$ 44 milhões de reais e a governadora Yeda Crusius Em outros tempos esse silêncio da mídia, se fosse outro governador, seria impossível e certamente a imagem acima seria, A CAPA de algum jornal guasca matutino. VIVA A IMPRENSA LIVRE .

Quem está mentindo ?

Ou o promotor de Lajeado Pedro Rui Fontoura Porto está mentindo sobre a entrega das escutas que envolvem membros do goveno Yeda ao ex-ouvidor Paiani ou este falta com a verdade sobre o tema. O fato é grave. Como um promotor revela uma prova de uma investigação para um membro do governo, pois foi assim que supostamente Paiani se apresentou para Porto e ainda revelou que estava em uma missão a pedido da governadora Yeda Crusius. Se a coisa é dessa forma então estamos perdidos. Se um membro do Ministério Publico confessa que enviou o material para um representante do governo a pedido da governadora é sinal de que em nenhuma hipótese podemos confiar no tal segredo de justiça dentro do MP. A minha tese com esse fato escabroso e outros tantos já relatados é que o MP se contamina, a cada dia, pela políticagem, que se envolve em temas de fundo ideológico e partidário. Caso Paiani diga a verdade, por que não entregou as provas no Ministério Público ao invés de ir para a OAB ? Porque um membro do MP com tantos anos de experiência entregaria uma prova sob sua responsabilidade ? Vergonhaaaaaa, pede pra sair.

16 de mar de 2009

Investiguem o crime, não a prova

Mesmo que a OAB designe uma comissão para acompanhar o inquérito da Polícia Civil, que apura o caso das escutas clandestinas e que os advogados não têm certeza se as ligações foram feitas pelo sistema Guardião, o fato é que um membro do PSDB, pelo que sabemos, influenciou diretamente no afastamento de um servidor público da segurança. Isso não é um crime ? Se o ex-vereador do PSDB de Lajeado Márcio Klaus exigiu que o chefe de gabinete de Yeda transferisse o oficial PM após ter sido preso por compra de votos isso é que deve ser investigado. Não entendo esse trololó da "justiça" e das leis que protegem os poderosos. Quando eles caem em suas próprias armadilhas afirmam que as provas foram "colhidas" de forma ilegal. É o mesmo caso do Daniel Dantas em que os réus agora são os policiais que o investigaram. Nosso MP está mais preocupado em fechar escolas itinerantes e reproduzir as mensagens da grande mídia e das elites brasileiras do que a busca da justiça. Aliás, do alto do seu mega e suntuoso prédio na Capital Gaúcha o MP Estadual enxerga, ou faz que não vê uma das mais vergonhosas situações de miséria em nossa Capital, a Vila Chocolatão.

15 de mar de 2009

Disputa assimétrica e os remadores das galés

Com a saída de Olívio Dutra do páreo pela disputa ao Piratini, entendo que a escolha do candidato petista não será naturalmente o nome do ministro da Justiça Tarso Genro. Acredito até que em uma disputa assimétrica onde o maior não enxerga o menor quem sai prejudicado é o maior (lembram das prévias na Capital ?). Antes a coisa era mais clara: Tarso e Olívio. O problema é que o nome do ministro Tarso Genro, peremptóriamente (ahahahah), não foi, não é e não será consenso na escolha à disputa para o ano que vem. Emergiram no mínimo mais de quatro personalidades petistas com força suficiente para disputar a indicação. Mesmo que neguem, e sempre o fazem (ahahaha), 0 deputado Federal Henrique Fontana, o prefeito de São Leopoldo, Ary Vanazzi e o deputado Federal de Caxias do Sul, Pepe Vargas são nomes com peso político suficiente para disputar e ganhar o pleito e fazer o debate estadual. O tabuleiro do xadrez politico do RS em 2010 envolve vários fatores, que também passam por um amplo leque de alianças, pela articulação da sucessão de Fogaça-Fortunati na Capital e a composição desse grupo com uma futura vice, sim eu disse no gênero feminino ELA (ahahaha). O complexo jogo envolve o PDT, o PC do B, o PTB e o PSB. A sucessão estadual e a troca de comando em 2014 também entram nesse caldeirão político, assim como como entrará no jogo o apoio do PMDB guasca à presidência da república. Tudo isso ainda é conversa de Caciques, regada a muito vinho bãoooo. Muitas dessas "amarrações" podem ser cortadas da embarcação da cacicageee, caso os remadores das galés se revoltem em seus porões. ahahahahahahhaha

14 de mar de 2009

MP de eleição, lista na mão de Yeda


Lembro que o caso da transferência, em 2008, do comandante Regional de Policiamento Ostensivo do Vale do Taquari , tenente-coronel Antônio Scussel foi tema escabroso na região de Lajeado e gerou manifestação pública de toda a comunidade contra a embaçada troca de comando. A troca foi feita logo depois que o ex-presidente da Câmara de Lajeado, Márcio Klaus (PSDB), foi preso pela Brigada Militar durante a campanha eleitoral, sob acusação de compra de votos. Até ontem (ahahha) a influencia política de Klaus era dada com um dos motivos da transferência, mas não se tinha certeza, agora já temos. Caso se confirme, cabe ao nosso "valoroso" Ministerio Público investigar. Também cabe dizer que a eleição no MP é hoje (14/03) e uma lista tríplice será entregue à governadora Yeda para indicação (hummmmmm) . O atual procurador concorre a reeleição. (deve ser bom esse negócio heim !) Ficar defendendo os oprimidos é uma tarefa extenuante, mas sabemos que o MP vai cumprir seu dever (...........................)

13 de mar de 2009

Chamem Paiani na CPI dos Grampos em Brasília

Imaginem se o ouvidor da Segurança Pública, Adão Paiani, fosse da época do governo Olívio Dutra e tivesse denunciado o uso do Guardião — sistema eletrônico capaz de gravar simultaneamente 600 telefones — para fazer espionagem política dentro e fora do governo. Alguém acredita que se foram capazes de grampear gente do governo também não o fizeram do lado de fora. Se fosse na época do PT, a turma da avenida ipiranga já estaria com um caminhão na frente do Palácio Piratini (com seus links a toda) e um batalhão de repórteres transmitindo ininterruptamente o lançamento da CPI dos grampos na Assembleia Legislativa. O Guardião, no governo Olívio foi um dos sistemas mais bem protegidos dos arapongas guascas e da banda podre da polícia. Um sistema tripartite, com polciais, oficiais da BM, delegados e servidores do Ministério Público. Faziam o monitoramento e a gestão do máquina. Agora, como se vê, o poderoso meio de investigação está nas mãos de bandidos. Caso tudo isso seja confirmado seria ideal que Paiani também prestasse depoimento na CPI dos Grampos em Brasília para esclarecer a arampogagem tucana guasca. Cabe também perguntar quem fez e sob a responsabilidade de que servidor estava o aparelho na época das gravações. É tanta lama neste governo que nem mesmo a turma da grande mídia consegue segurar a onda da governadora. Enquanto isso a base , tendo com seu principal escudeiro o PMDB, só espera o momento oportuno para abandonar a embarcação de Yeda para se lançar em um novo, límpido e imaculado navio, com um maravilhoso e ético candidato da mudança (ahahaha). Justiça seja feita no caso Detran, o esquemão todo já era operado no governo Rigotto e teve continuidade no de Yeda, e é claro, com conflitos de interessesss (ahahaha). A singela ave acima é uma aramponga

Um estranho artigo antes da bomba ?


Hoje, em Zé H (13/03) um estranho artigo do jornalista David Coimbra com o nome "O grande PT" a ataca o partido, os movimentos sociais e um deputado que defende a Via campesina no Rio Grande do Sul (Marcon - PT ?). .."A diferença entre uma ação e outra foi o respaldo que a Via Campesina recebeu de um deputado. Quer dizer: um ato contra a lei foi, de certa forma, apoiado por um legislador." Em determinado momento ele fala que os corruptos do PT não roubam para si, mas para o partido ou para alcançar uma meta política. Esse artigo tem endereço certo e deve ter algum objetivo "embaçado". vamos ver no até o final do dia o que a denuncia de Adão Paiani contra yeda tem a ver com esse artigo de David Coimbra. Por enquanto nada

Yeda Gate ? Vamos ver o que o MP vai fazer

O ex-ouvidor-surdo e cego da Segurança Pública do Estado, Adão Paiani diz que vai divulgar uma bomba contra o governo Yeda. Segundo ele há um esquema de espionagem a mando do Palácio Piratini, um Yeda Gate Guasca . Adão Paiani foi demitido pelo Diário Oficial por Yeda após ter sido convidado a continuar a prestar seu "serviço" no cargo. Vamos ver o que nosso "respeitado" Ministério Público vai fazer com essa denuncia de Paiani, caso esta tenha a ver com espionagem de deputados ou movimentos sociais.

12 de mar de 2009

A lista 2

Abaixo a segunda lista dos deputados que votaram contra o veto de yeda e a punição dos professores e Policiais Civis.

Adão Villaverde (PT)
Adroaldo Loureiro (PDT)
Cassiá Carpes (PTB)
Daniel Bordignon (PT)
Dionilso Marcon (PT)
Elvino Bohn Gass (PT)
Fabiano Pereira (PT)
Gerson Burmann (PDT)
Gilmar Sossella (PDT)
José Sperotto (DEM)
Kalil Sehbe (PDT)
Marisa Formolo (PT)
Marquinho Lang (DEM)
Miki Breier (PSB)
Nelson Härter (PMDB)
Paulo Azeredo (PDT)
Paulo Borges (DEM)
Raul Carrion (PC do B)
Raul Pont (PT)
Ronaldo Zülke (PT)
Stela Farias (PT)

A lista dos deputados de Yeda

Abaixo está a lista, em ordem alfabética, dos deputados que aceitaram o veto da governadora yeda para que os professores e policiais civis fossem punidos pela paralização realizada em 2008.

Abílio dos Santos (PTB)
Adilson Troca (PSDB)
Adolfo Brito (PP)
Alberto Oliveira (PMDB)
Alceu Moreira (PMDB)
Alexandre Postal (PMDB)
Álvaro Boessio (PMDB)
Carlos Gomes (PPS)
Coffy Rodrigues (PSDB)
Edson Brum (PMDB)
Francisco Appio (PP)
Frederico Antunes (PP)
Gilberto Capoani (PMDB)
Iradir Pietroski (PTB)
Jerônimo Goergen (PP)
João Fischer (PP)
Jorge Gobbi (PSDB)
Luciano Azevedo (PPS)
Luiz Fernando Záchia (PMDB)
Marco Peixoto (PP)
Nelson Marchezan Jr. (PSDB)
Paulo Brum (PSDB)
Paulo Odone (PPS)
Pedro Pereira (PSDB)
Pedro Westphalen (PP)
Sandro Boka (PMDB)
Zilá Breitenbach (PSDB)

Tempo ruim para o governo Yeda

A imagem acima não poderia ser mais apropriada e simbólica para o governo Yeda neste momento. O tempo político está muito ruim para a desgovernadora. Centenas de servidores públicos estão em vigília, em frente ao Palácio Piratini. Servidores da Segurança Pública e Professores aguardam a abertura das galerias do plenário da Assembleia Legislativa para assistir a sessão plenária. Também percorrem gabinetes para conversar frente a frente com os deputados sobre a derrubada do veto da governadora ao projeto aprovado na Casa no final do ano de 2008 que anistiou servidores paralisados. Caso o veto seja aceito os professores, por exemplo, serão punidos, mesmo tendo recuperado às aulas. A idéia de Yeda é punir as categorias da Policia Civil e professores, impedindo novas mobilizações . A sessão promete ser bem quente, apesar do tempo ruim, o político. (ahahaha)