26 de fev de 2011

Porto-alegrenses civilizados ?

Ao dirigir, sempre quando visualizo um ciclista à frente, dou sinal e tento me afastar ao máximo no ato da ultrapassagem, pois precisamos dar exemplo e aprenderemos coletivamente a sermos civilizados. No entanto, o que vejo por ai é justamente ao contrário, assisto motorista, que por gosto, quase joga pra fora o ciclista, e se for pedestre é pior ainda. Mas o que mais me chama atenção é a atitude animal de muitos motoristas de ônibus. Não respeitam faixas de pedestres, apertam outros condutores em carros menores por puro prazer e ficam colados na traseira de outros veículos mostrando a clara intenção de "passar por cima" do carro. 

Não sei se a EPTC tem algum indicador, mas eu aposto que das dezenas de atropelamentos que ocorrem todo o mês em Porto Alegre, parte desses são causados por motoristas de ônibus. Canso de ver motoristas de ônibus furando sinal em vias expressas, tanto é que conto três segundos antes de colocar o carro em movimento

Nossos taxistas também estavam bem mais calmos nas faixas de pedestre, a partir da decisão da EPTC de multar quem não respeitava os pedestres no ato de atravessar à rua. Porém, nos últimos dias, tenho notado que muitos já nem dão bola para a regra , e além de não respeitar, ainda ficam irritados pelo fato de que algum veículo páre para o pedestre. 

 Se a EPTC fechar os olhos para esse tipo de atitude e não começar a fiscalizar e recolher os veículos, nunca vamos ter cidadãos civilizados na terra mais politizada do Brasil (ahahahahahahhahaahah)

8 de fev de 2011

Povo culto e valente ????

Ônibus velhos, lotações desconfortáveis, horários irregulares e falta de linhas em regiões em expansão demográfica dão o tom para o transporte público de Porto Alegre. O reajuste do valor da passagem, que subirá de R$ 2,45 para R$ 2,70,  é apenas um  dos ingredientes que fermentam o bolo de problemas de uma Capital, que tem uma administração, que há pouco menos de dez anos ficou de costas para  os problemas da cidade e de seus cidadãos. Aquele Blábláblá do "Fica o que está bom e muda o que está ruim" do Fogaça e seus asseclas  já saturou e não tem mais ressonância  na sociedade, e o atual prefeito Fortunati terá que rebolar para recolocar a casa em ordem pra tentar a reeleição.

Sabemos também que teremos muitos pré-candidatos e candidatas com um rostinho bonito, mas que carecem de conteúdo político para tocar uma cidade do tamanho de Porto Alegre e com suas necessidades de retomar o atraso político.

Todos nós sabemos que há seis anos  o transporte público  da cidade  está em decadência, liderado pela tal a gestão do PMDB e de seus aliados no governo de Porto Alegre. Os  governantes  da Capital mais politizada do Brasil (ahahaahahhahahahahcofcofcof)  só falam na tal da Copa do Mundo de 2014, e pelo que vejo esqueceram da periferia e só pensam nos investimentos no entorno dos estádios e nos interésses imobiliários, liderados pelos tentáculos dos grandes grupos econômicos.

POBRE CIDADE ! A passagem é cara demais, oferecida  com serviços de péssima qualidade, infelizmente,  tudo isso não revolta  mais o povo valente (ahahahhaha) de Porto Alegre, que prefere pagar quietinho, sem lamentar, para a alegria dos transportadores.

5 de fev de 2011

Prouni: bolsistas pagam para comprovarem que são pobres

Todos nós sabemos que há muita gente safada querendo aplicar o golpe em instituições públicas, e que todas as esferas de governo devem se precaver. No entanto, na minha opinião, a lista de documentos que o governo federal exige dos bolsistas do Prouni, uma espécie de comprovação de pobreza, deveria ser no mínimo ressarcida, devido ao enorme custo das negativas e da quantidade de documentos exigidos. Aliás, o governo tem a obrigação de saber se o contribuinte tem ou não condições financeiras de custear a sua faculdade. Quando fiz a minha faculdade também foi bolsista de uma instituição privada, e a quantidade de documentos que me exigiam semestralmente também eram absurdos, mas como assinava uma promissória ficava tudo bem, ainda mais porque tinha um fiador, e ficava tudo bem pra eles (aahahahhahahhahha).

Entendo que o governo tem a obrigação de custear toda e qualquer despeza da pessoa que foi selecionada, afinal, se a pessoal necessita, ela não tem condições de pagar num tacada só o volume de negativas e de cópias que o MEC exige, que segundo relato de alguns estudantes chegam a (R$ 200,00). 

O processo que o MEC faz está correto, mas não é o bolsista que tem que pagar essa batelada de documentos. O Estado tem mecanismos para comprovar a situação financeira e tributária de seus cidadãos e não precisa encher ainda mais os bolsos dos donos de cartórios.

Confira abaixo a lista exigida:

http://www.ulbra.br/novo-comuns/files/comprovacao-de-informacoes-prouni2011-1.pdf

2 de fev de 2011

Egito: ditadura amiga vale para o PIG


MUI AMIGOS
Uma ditadura amiga dos EUA sempre tem um tratamento diferenciado pela grande mídia internacional e pelo PIG nacional. A abordagem que o P.I.G faz sobre o colapso da ditadura egípcia em nada se assemelha ao que assistimos diariamente na cobertura dos noticiários sobre Venezuela, Cuba e o Irã. A tal falta de liberdade de imprensa só serve mesmo para os países com governos à esquerda.  Como o governo do Egito é financiado e armado até os dentes pelos americanos, a ditadura de Hosni Mubarak é desenhada como um apêndice que apodreceu e precisa ser removido, sem que ocorra a contaminação da região e dos negócios dos conglomerados e de empresas norte-americanas

O governo do Irã, por exemplo,  virou tema preferido do PIG nacional devido à aproximação do governo Lula no sentido de negociar uma saída pacífica para a falsa crise nuclear criada pelos americanos e seus aliados. Cuba então está sempre no top 10 das "crises" artificiais montadas pela mídia, tendo o apoio de filhotes da ditadura e a influência da CIA e de seus agentes disfarçados de adidos no Brasil.

 O PIG cobra democracia da Venezuela, de Cuba e do Irã, mas faz rodeios para condenar ditaduras aliadas dos americanos. Anualmente o PIG exalta às vítimas do Holocausto judeu, mas silencia vergonhosamente sobre o massacre do povo palestino, assim com da subtração dos seus territórios feito a ferro e a fogo pelo Estado de Israel. Da mesma forma esse exemplo serve para as ditaduras e os regimes fechados do oriente médio, que geralmente são  recebidos com honras de Estado pelo governo americano e seus aliados, tendo a paparicação midiática da imprensa internacional.

Saddan Russein e Osama Bin Laden também eram aliados de primeira hora dos americanos. O primeiro quis desafiar o seu criador e foi enforcado para nao deixar nenhum livro de mémorias solto por ai, e o segundo deve estar em alguma tenda bem protegida, afinal, sua família é grande aliada comercial dos americanos. 

O que vai ocorrer no Egito após a queda do ditador eu não faço a mínima idéia, mas o certo é que tem muito sheik árabe com as barbas de molho.