16 de dez de 2010

Será que o problema do Congresso são os R$ 26 mil ?

Será que o problema do Congresso é o reajuste de R$ 16 mil para R$ 26 mil  no salário dos deputados ? Helloooo !! Entendo que o reajuste dos deputados e dos restante dos outros poderes deve ser transparente e comunicado com antencedência para os contribuintes e ponto, corrigindo inflação e já era. Na minha opinião, o maior prejuízo ao erário público está na forma como são financiadas as campanhas eleitorais desses edis. O Congresso tem varias bancadas, e não são dos partidos políticos, mesmo tendo sido eleitos por eles. A maioria dos deputados representam interesses diversos na sociedade, na grande maioria das elites. Tem a bancada das empreiteiras, do PIG, das armas, dos latifudiários, dos médicos e até dos trabalhadores (ahahahha). 

Projetos de bilhões de reais  passam pelo Senado e pela Câmara todos os anos, e é ai que mora o perigo. O lobby é pesado, e muitos deputados nem precisariam do salário, apenas estão ali para defender interesses de uma classe ou de um grupo específico. Se uma empreiteira garante no orçamento da União um maior investimento em obras, é certo que deputados que foram financiados por essas empresas estão retribuindo o "favor" do apoio financeiro na campanha eleitoral.  Se um projeto aprovado beneficia a venda de armas, ou a liberação da jogatina no Brasil, também é efeito da votação de nossos parlamentares. Ou seja, o salário, em tese, não representa o essencial num país como o Brasil.

Portanto, o que o PIG quer mesmo é uma fatia desse bolo, mas como sempre, coloca  o Poder Legislativo como o grande vilão. Para mim, o grande vilão está no judiciário brasileiro,o resto o povão trata de limpar de quatro em quatro anos.

Lula quebra recorde de aprovação e vai incomodar a direitalha nacional

Ao contrário de FHC que encerrou seu segundo mandato com mais de 50% de reprovação, Lula encerra seu segundo mandato com uma aprovação histórica do povo brasileiro. A Pesquisa Ibope encomendada pela CNI (Confederação Nacional da Indústria) divulgada nesta quinta-feira (16), em Brasília, mostra que o governo Lula encerra seu mandato com recorde de avaliação positiva: 80%. Na avaliação anterior, o percentual era de 77%. A aprovação pessoal do presidente também apresentou recorde histórico, com 87% de aprovação – o maior desde 2003. Na pesquisa anterior, a avaliação pessoal positiva de Lula chegou a 85%. 

O governo Lula fez voltar o ânimo e o sorriso na face dos trabalhadores e trabalhadoras, fez voltar a esperança de um futuro melhor para a classe trabalhadora. Lula enfrentou uma brutal crise econômica mundial investindo pesadamente na infraestrutura do país, destravando nossas estradas, portos e aeroportos, investindo em saneamento,habitação,combate à pobreza e no desenvolvimento econômico e social, e ainda oportunizou a criação de mais de 15 milhões de empregos formais. 

Se o Lula será presidente novamente,só o tempo dirá (ahahahahaha), o certo é que ele vai continuar incomodando o PIG e a diretalha nacional, agora, ainda mais livre pra dizer o que pensa (ahahahahahhahahaha)