2 de jan de 2010

Fui assistir Lula, o filho do Brasil. Sensasional !!

Fui assistir Lula, o filho do Brasil. A concorrência era grande: Avatar em 3D, Avatar dublado, Avatar legendado etc. Posso afirmar : O filme sobre a vida de Lula é extraordinário e vai fazer muito sucesso, além de ser muito emocionante do inicio ao fim. Acredito até que o filme concorra ao oscar de melhor filme estrangeiro em hollywood pois sua produção e texto são muitooo bons.

Faça o teste: fique sem o gari ou sem o Boris Casoy

Ao ridicularizar em off a veiculação da imagem de dois garis desejando um feliz ano novo aos brasileiros, o verme Boris Casoy e sua trupe mostram bem que tipo de gente ainda precisa ser "varrida" da sociedade e da mídia nacional. Aliás, se não fosse o gari, que para mim é uma das mais importantes profissões do mundo, todos nós estariamos atolados no lixo e na merda, e nem mesmo o Lula nos tiraria dela. Experimentem um grave dos trabalhadores de limpeza urbana por apenas um mês e vocês erguerão uma estátua ao gari desconhecido, pela importância de sua profissão em nossa sociedade. Façam o teste: fique sem o Boris Casoy na TV por um ano e fique sem o recolhimento de lixo pelo mesmo período de tempo para ver de quem voce vai sentir falta primeiro.
O endereço eletrônico dos vermes bcasoy@band.com.br e de Joelmir Beting jbeting@band.com.br

Cachorro cego na avenida

O animal acima, apelidado por mim de "cotoco" é cego e andava entre os carros, desesperado, no meio da avenida Wenceslau Escobar, na Zona Sul de Porto Alegre. Devido ao foguetório, comum das festas de final de ano, é possível que tenha se perdido de seus donos, ou como também ocorre, muita gente abandona seus animais para "curtir" as férias. No caso da segunda opção, não consigo entender como um ser humano é capaz de tamanha crueldade e de largar nas ruas um animal desprovido de visão, certamente condenando-o à morte. O animal está recolhido numa casa de passagem e precisa de um lar e de um dono. Quem souber ajudar pode escrever acmelo31@hotmail.com, o animal é de porte pequeno e muito dócil.