5 de dez de 2008

blog De Olho no Pedágio


Já está no ar o blog De Olho no Pedágio, criado para dar transparência ao debate sobre a proposta do governo estadual de prorrogar o contrato dos pedágios. O blog é administrado pela assessoria de imprensa dos partidos de oposição na Assembléia Legislativa. Entre outras coisas, traz um placar com a opinião de cada parlamentar sobre o tema, com o fone e o endereço eletrônico de cada um, para que a população possa manifestar sua opinião aos parlamentares. O blog funcionará até o dia da votação do projeto na Assembléia Legislativa, prevista para o dia 16 de dezembro, caso o Executivo não reconsidere a matéria e retire a urgência na tramitação. Será, também, um espaço para manifestação de todos os que são contra o atual modelo de pedágios que o governo Yeda Crusius (PSDB) quer prorrogar. fonte : www.rsurgente.net

Dilmar Roussef lança Blog

Para quem ainda não sabe, à ministra Dilma Rousseff mãe, avó e tia do PAC, tem seu próprio Blog de discussão política: é o http://dilma13.blogspot.com/ . Para quem deseja conhecer a futura candidata do presidente Lula à presidência da república, é uma boa pedida. Quem posta os materiais é Daniel Pearl. Coicindência ! Daniel Pearl (o famoso) era jornalista, e repórter do jornal The Wall Street Journal. Foi raptado por um grupo de terroristas em Karachi no Paquistão. Daniel foi assassinado, esquartejado em 10 partes. Um vídeo foi gravado e, inclusive, na época, ficou disponível na internet.

TJM, a coisa é cabeluda, além da imaginação.

O arquivamento de uma ação no Tribunal de Justiça Militar, na qual teriam sido manipuladas provas em favor do então tenente-coronel Jorge Alfredo Pacheco de Barcelos, em um processo de prevaricação é mais profunda do que nós mortais podemos imaginar.
O caso (2004) envolveu um mega empresário gaúcho numa briga de transito em Porto Alegre. Num acesso de furia, em plena Nilo Peçanha, ele humilhou o outro condutor que se envolveu no acidente, que apavorado, chamou a polícia: dois brigadianos e o oficial major Sérgio Lemos Simões.
O empresário, (RB.. vamos chamá-lo assim) ligou diretamente para o alto comando da Secretaria de Justiça e Segurança, que determinou que um oficial "resolvesse" a situação (tenente-coronel Jorge Alfredo Pacheco de Barcelos)
O major que atendia a correncia além de humilhado pelo empresário foi "liberado" por seus superiores de cumprir seu dever de autuar o "player" . Inconformado, o major entrou com ação do TJM por prevaricação administrativa contra então tenente-coronel Jorge Alfredo Pacheco de Barcelos (responsável pela liberação de RB da corrência). O CNJ abriu um inquérito para investigar a condução do processo cuja decisão foi chancelada pelo vice-presidente do TJM, juiz-coronel Antonio Carlos Maciel Rodrigues, ex-comandante-geral da Brigada Militar. Se o julgamento do tribunal é político com está se vendo, será que também não há casos de perseguição política em outros casos, com condenações e punições ?

Mais detalhes ao longo do dia, aguaaaarrrrdemmmmm.