6 de jun de 2009

O terceiro mandato

Recomendo a leitura do artigo do jornalista Leandro Fortes na Carta Capital sobre o terceiro mandato do presidente Lula.
A imprensa brasileira não vai descansar enquanto não arrancar do presidente Lula, ou de algum ministro de Estado, uma declaração favorável ao terceiro mandato. A insistência com que a mídia tem tratado do tema, em ondas ciclotímicas cada vez mais curtas, revela aquele tipo de interesse que nada tem a ver com os fatos ou, no limite, com demandas jornalísticas. Trata-se de uma campanha infernal para colar na imagem de Lula a pecha de “ditador chavista” às vésperas de um ano eleitoral, como se fosse possível, a essa altura do campeonato, estabelecer semelhanças ideológicas e de ação governamental entre o presidente brasileiro e seu colega, Hugo Chávez, da Venezuela. Há mais de dois anos, escrevi uma matéria na CartaCapital (“Eterno factóide”) a respeito do assunto, quando a onda do terceiro mandato tinha como objetivo contaminar as bases eleitorais do governo, com vistas às eleições municipais de 2008, quando ainda rescendiam brasas sobre os escombros do chamado “mensalão”. Lá, pelas tantas, escrevi: clica aqui - (Crédito da foto: Roosewelt Pinheiro/ABr)

Via intergaláctica

Fiz os cálculos rapidinho, e cheguei a conclusão que com a grana que uma empresa de comunicação localizada às margens do arroio Dilúvio arrecada do Estado em publicidade anualmente, vai dar pra começar a duplicar a BR 386 no trecho entre os municípios de Estrela e Triunfo. Sim ! porque se uma empresa de comunicação faz uma espécie de plebiscito pela internet (e todo mundo tem internet né ? ) para escolher obras prioritárias para o Estado é sinal de que eles vão colocar a mão na guaiaca e puxar uns cobres pra ajudar (ahahahhaa). Ah ! uma dica ! coloquem uma rede wirelles na via, pois meu note não pega bem naquele trecho. ahahahahahhaha.

Uma solução para a FA$E


Acreditem se quiser, mas a turma da copa já está pra lá de articulada. A dita área de 70 hectares da Fundação de Atendimento Sócio-Educativo - FASE da Padre Cacique,próximo ao estádio Beira-Rio já está num espécie de leilão silencioso entre empresários do ramo da construção. Segundo os próprios funcionários da Instituição, neste lugar será construído um mega hotel 5 estrelas para servir o complexo Beira-Rio. O local não tem mina de ouro na terra mas vale tanto quanto. A malandragem é a seguinte: a turma da copa quer uma troca taco a taco (ahahhaa). trocam ouro por espelho. (ahahha). Ele$ constroem oito casas descentralizadas, e permutam o terreno que vale milhões. Ora bola$ ! aquele terreno, se for o caso deve ser leiloado e se ninguém quiser comprar o estado que faça um mega estacionamento. Com o dinheiro arrecadado o Estado pode construir uma dezenas de casas, e fazer concurso público na Fundação ,que não é realizado desde 2002. Entregar o local em permuta na maior cara de pau é transformar a Assembleia Legislativa em uma imobiliária. Pelo histórico de alguns parlamentares é bem provável que o projeto a ser enviado pela Secretaria de Justiça tramite em tempo recorde para o bem geral da nação (ahahahha). Ah ! segundo os funcionários da FASE, há uma empresa da Avenida Ipiranga, com tentáculos no ramo imobiliário, muito interessada nesse projeto $ocial.