18 de set de 2009

A vaga no Supremo Tribunal Federal

A direita e os barões da mídia não se conformam mesmo. Vão fazer de tudo para impedir a aprovação do nome do advogado-geral da União, José Antonio Toffoli para a vaga no Supremo Tribunal Federal (STF), indicado por Lula. Os senadores tucanos dizem que a indicação é política e segundo eles o advogado não tem trajetória jurídica que justifique sua indicação (aahahahahha) . Os barões da mída já se encarregaram de bombardear o nome de Toffolli, dizendo que ele VERMELHINHO, pois assessorou Lula, Zé Dirceu etc.. Só faltou apresentar ficha policial. Eu fico pensando, quem será que indicou quase a maioria dos ministros do STF e do STJ ? Não foi FHC, Itamar, Collor, Sarney ? Não foi político ? ou tem que ser político, mas alinhado com o que é mais conservador nesse país. Talvez a direita queira que Lula indique algum advogado defensor dos Malufs, dos Lalaus e outros tantos que defendem esses barões. Acho que aí seria aprovado por unanimidade pelo PSDB. No Brasil tem dois projetos: Os deles e pra eles e o da população. A ARMA LETAL DO POVO É O VOTO.

Nunca na história desse Estado

O presidente Lula chega hoje (18) pela manhã em Sapucaia do Sul, para assinar a ordem de início das obras da BR-448. Lula, segundo minhas fontes (ahahaha) também vai anunciar a duplicação da BR392 entre Pelotas e Rio Grande, causando grande alvoroço na região. Acho que nunca na história desse Estado (ahahahahaha) fomos tão bem tratados.
Ontem, ouvi o ministro do planejamento, Paulo Bernardo, afirmando que manda hoje um projeto de R$ 1 bilhão para suplementar o Fundo de Participação dos Municípios - FPM, com o objetivo de compensar as perdas com o IPI. A articulação, segundo o ministro, partiu do deputado Federal do PT gaúcho Fernando Marroni. A jornalista, substituta de Lasier Martins, mas com a mesma coerência do âncora (ahahahha), questionou por que não havia sido feito antes. Bernardo deu um tapa de luva e disse que isso não está na lei, mas é uma iniciativa do presidente Lula para não deixar os municípios perderem arrecadação, matou a pau.
Aliás, pela primeira vez, a grande mídia ficou pianinho sobre a perda de arrecadação do FPM dos municípios por conta da isenção de impostos do IPI dos carros e eletrodomésticos, material de construção, etc... Segundo a mídia, imposto não serve pra nada e esse é o discurso dos grandes barões da comunicação e dos mega especuladores.