25 de dez de 2009

A farra tucana com o fundo previdenciário


Yeda concedeu um gordo presente de natal para as empreiteiras. Os tucanos jogaram no lixo o discurso de déficit zero e vão torrar R$ 700 milhões em apenas 12 meses para tapar buracos nas estradas. Que nossas estradas precisam de manutenção ninguém duvida, mas utilizar o recurso do fundo previdenciário, que teve como origem a venda de parte do patrimônio público (Banrisul), é muita falta de coerência política. Quem não lembra dos discursos dos staf de Yeda ocupando generosos espaços na mídia defendendo austeridade com o dinheiro público, sacrificando a segurança pública, saúde pública e a ausência completa de políticas sociais ?

Agora, Yeda e sua turma, faltando exatos 12 meses e 7 dias para o fim do governo tucano, recebe um cheque gordo da Assembleia para torrar quase R$ 1 bilhão de reais para tapar buracos. Outro ex-governador que fez coisa semelhantes foi Antônio Britto (conselheiro de Yeda), fazendo a alegria das empreiteiras e deixando apenas placas e obras abandonadas por falta de recursos. Enquanto isso, por exemplo, o RS é um dos Estados que ranqueiam a falta de postos de urgência nos municípios .

Não é de graça que Yeda recebeu a pior avaliação entre todos os governadores do Brasil (nota 3).
Charge:Kayser