25 de jun de 2014

O SUS, a Geni dos vira-latas



"Geni e o Zepelim" é uma canção, composta e cantada por Chico Buarque que fala de uma travesti (segundo representado na "Ópera do Malandro"), que era hostilizada na cidade. Porém, diante de uma ameaça de ataque de um Zepelim, o comandante se encanta com os dotes de Geni, que acaba sendo provisoriamente tratada de um modo diferenciado pelos seus detratores. Passada a ameaça, ela retorna ao seu dia-a-dia normal, no qual as pessoas a ofendiam e excluíam, revelando o caráter pseudo-moralista e hipócrita da sociedade.

Pois é assim que todo o jornalista Vira-Latas e qualquer imbecil que não entende nada de política de saúde pública abre a sua boca para falar mal do SUS. O primeiro mantra idiota que o songa monga repete é a crise no SUS. Aliás, o mesmo refrão é reproduzido pela classe médica, a mesma que se nega a ir para periferia com estão fazendo os médicos estrangeiros do Mais Médicos e não deixa transparente as centenas de casos de erros médicos cometidos no Brasil..

Será que o vira-latas e o coxinha não sabem que quando ocorre um acidente grave o SAMU, criado por Lula no Brasil seguindo o modelo Frances, é 100 % SUS ? Será que eles não sabem que as campanhas de vacinação contra doenças e gripe para crianças, idosos, gestantes, presos e servidores da saúde é 100 % SUS ? Será que eles "esquecem" da Farmácia Popular, sistema que o  trabalhador compra medicamentos por  até 90% do preço praticado nas farmácias é SUS ?? Esquecem dos HPS, das UPAs, dos 90 % dos transplantes feitos pelo sistema da maioria dos tratamentos de quimio e radioterapia são pagos pelo erário ?

Os vira-latas latem grosso contra o SUS mas "esquecem"de dizer que o direito universal à saúde não existe no pais que eles mais amam, os Estados Unidos. Lá quem não paga seguro não tem direito a tratamentos. Falam do SUS, mas não falam das responsabilidade das prefeituras e dos governos estaduais. NO RS, pela primeira vez o governo investe 12% na saúde contrastando com o 6,4 % do governo anterior..

Existem desafios ? Sim. É possível e necessário que exista planos privados ? Sim, até porque quem pode pagar e deseja atendimento diferenciado deverá ter esse direito, mesmo sabendo que hoje, o atendimento às vezes é inferior ao SUS em algumas situações.