14 de out de 2009

Matar é derrotar o crime ?

Fiquei impressionado com a linha editorial e a visão grosseira de segurança pública da editoria de polícia de Zé H, em especial da página 42 de hoje (14). O título abre com "Derrota contra o crime" e o subtítulo acachapa com um "Quatro bandidos mortos em 5h". Pelo que entendi do conceito de combate à criminalidade de Zé H, podemos compará-la a um jogo de futebol, com dois times (policia vs criminosos), ambos armados de facas e pistolas. Quem matar mais ganha o jogo. Se esse conceito fosse verdade a família do taxista Irajá Gonçalves Guimarães Júnior, 42 anos, morto em assalto dentro de seu carro, não estaria chorando neste momento, assim como mais quatro de seus colegas que foram assassinados em 2009.

O que falta para o Rio Grande do Sul é uma política de Segurança Pública verdadeira, com inteligência policial, valorização dos servidores, unificação das polícias e combate à corrupção. Não adianta colocar fotos de brigadianos na capa de Zé H tentando mostrar que Yeda está fazendo segurança pública. Nos últimos 3 anos o déficit Zero sucateou o que havia dos equipametnos de segurança, os salários dos servidores da segurança são os mais baixos do Brasil e a cada anao se aposentam mais de 1000 policias.