12 de out de 2010

Operador de caixa 2 de Serra faz ameaças e tucano agora se lembra de Paulo Preto

Ontem Serra disse: Eu não sei quem é o Paulo Preto. Nunca ouvi falar. Ele foi um factóide criado para que vocês (imprensa) fiquem perguntando". Serra disse ainda que não iria gastar horas de um debate nacional discutindo "bobagens". (Portal Terra)

Para a Folha Paulo Preto disse: "Não somos amigos, mas ele [Serra] me conhece muito bem."Não se larga um líder ferido na estrada a troco de nada. Não cometam esse erro", afirma ele a dirigentes do PSDB (aqui)

Agora a noite, Serra...O candidato do PSDB à Presidência, José Serra, saiu nesta terça-feira em defesa do ex-diretor de engenharia da Dersa (estatal paulista responsável por obras viárias) Paulo Vieira de Souza.

"Acho curioso dar ao fato uma importância que de fato ele não tem", disse Serra. "A acusação contra ele é injusta. Não houve desvio de dinheiro de campanha por parte de ninguém, nem do Paulo Souza."

Não foi isso que disse para a Revista IstoÉ, o ex-ministro Eduardo Jorge, vice-presidente nacional do PSDB: “Não podemos calcular exatamente quanto o Paulo Preto conseguiu arrecadar. Sabemos que foi no mínimo R$ 4 milhões, obtidos principalmente com grandes empreiteiras, e que esse dinheiro está fazendo falta nas campanhas regionais”,.... confirma um ex-secretário do governo paulista que ocupa lugar estratégico na campanha de José Serra à Presidência. Veja aqui

Quem tem caixa 2, tem medo: Serra defende Paulo Preto menos de 40 horas após dizer que não o conhecia. Pode um mentiroso ser presidente?
Fonte: http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com

Serra deveria pedir desculpas para a metade sul do RS, pelo males que fez com o governo FHC

José Serra vem ao RS e vai visitar Rio Grande e Pelotas, dois municípios que ele fez uma baixa votação. Na realidade ele deveria era receber uma bela vai da população. A turma de Serra quase levou a falência esse dois grande municípios.Lembro muito bem da estagnação econômica e social daquela região e das falsas promessas para o povo que nunca saíram do papel no seu governo quando era ministro do  Planejamento. Com Lula e Dilma revitalizamos o pólo naval, geramos milhares de empregos na região, trazendo crescimento econômicoe social, e um novo horizonte para a região.

Quero ver qual o político que tem a coragem de subir ao lado de Serra em Pelotas e Rio Grande depois de todo os males que o governo tucano fez para nossos irmãos da metade Sul. Ele deveria é pedir desculpas por quase deixar fechar o porto de Rio Grande e deixar na estagnação econômica toda uma região do Estado. Aliás, Rio Grande e Pelotas são belos exemplos de cidades que se orgulham de crescer junto com o Brasil ao lado de Lula e de Dilma.

Dilma dá surra política em Serra e PIG acusa o golpe

 Quem assistiu o debate da Band sabe que Serra levou uma surra política no que diz respeito ao  conhecimento de assuntos do Brasil. Todos viram o despreparo do tucano, que apenas tangenciava ou mancheteava de forma genérica os assuntos. Quando o tema foi privatizações e venda de patrimônio público o tucano se borrou todo, assim como no quesito segurança pública e drogadição.

Por isso, o PIG que pichar a marca de agressividade em Dilma porque sabem que ela foi ela mesma no debate, foi tecnicamente perfeita, (ahahahah). 

No debate, Serra abandonou até a sua mulher, quando Dilma acusou-a de fazer campanha suja contra sua candidatura (matadora de criancinhas). Aliás, os blogueiros poderiam aprofundar na relação estreita de Serra com a bela  Daniela Ferraz Saad, herdeira do grupo Band, nomeada para um cargo comissionado na Secretaria de Comunicação do governo Serra. Daniela foi "acompanhante" oficial de Serra (ahahaha) em Copenhague, na Dinamarca, a pretexto de participar da Conferência do Clima. (o clima deve ter sido bem quente por lá)

Aliás, eu não ouvi o PIG condenar a agressividade de Marcelo Madureira, integrante do Casseta & Planeta chama o presidente Lula de picareta e vagabundo no programa Manhattan Connection,  e quando um dos seus âncoras, Diogo Mainardi, ergue o braço de Madureira num claro sinal de aprovação do que aquele pulha havia dito. Tenho a convicção de que estamos diante da mais suja e agressiva campanha dos últimos anos para presidente da república. Isso tinha que ser usado no programa político e mostrar pro povão o que é a verdadeira agressividade.