8 de jun de 2010

DCE de direita, tira o tubo

Nossa abelha rainha saúda hoje em sua coluna a gestão de ultradireita do Diretório Central de Estudantes da UFRGS, que se "associou" a uma fumageira e a uma empresa de celulose para promover um evento com a presença da senadora Kátia Abreu (DEM-TO).

Os estudantes poderiam aproveitar e perguntar qual é a política que o partido da senadora defende no Congresso para a educação pública, e quantas milhares de vagas em universidades federais foram criadas no governo tucano de FHC, da qual os DEMOS participaram como aliados de carteirinha .

Eu fico com nojo dessa gente que estuda em Universidade Federal paga pelos contribuintes, e dá discurso neoliberal. Há oito anos, essa mesma universidade estava combalida, quase fechando às portas devido a política dos tucanos e demos. Os DEMOS estão se lixando para a educação pública, e a palestrante ilustre representa tudo o que há de mais atrasado no Brasil, uma verdadeira líder dos latifundiários e das oligarquias brasileiras que comandam o atraso do país há 500 anos.

Como o pessoal do DCE da UFRGS não tem a mínima noção de quem planta os alimentos que eles mesmos consomem diariamente na mesa, essa gente poderia mudar os seus cardápios no almoço do RU (se é que eles come lá) e começar a introduzir o fumo e eucalipto, à base da agricultura que a senadora Kátia Abreu defende.