22 de jun de 2010

Brasil precisa urgente regular venda de terras para estrangeiros

O presidente Lula afirmou que o Brasil deve começar a discutir a regulamentação da venda de terras brasileiras à estrangeiros. Lula afirmou que o Congresso Nacional deve estar atento à questão. “A compra de terra no Brasil para estrangeiros é um problema que precisamos começar a discutir."
Segundo o Incra, há 1.396 municípios com comunicado oficial de terras compradas por estrangeiros. Em 124 desses municípios, metade das áreas de médias e grandes propriedades está em nome deles, que, no total, têm a posse de 3,6 milhões de hectares nas regiões Sul e Centro-Oeste, além de São Paulo, Minas, Bahia, Pará, Tocantins e Amazonas.”

Além das terras, a Bunge, uma das maiores empresas de agronegócio do mundo já comprou em São Paulo cinco das seis usinas do Grupo Moema, em São Paulo e Minas. Somente a usina a Santa Juliana
processa sozinha 2,5 milhões de toneladas de cana.

No inicio deste ano foi anunciado discretamente que Pedro Parente, ex-ministro do governo Fernando Henrique Cardoso e que vinha ocupando o cargo de vice-presidente executivo do grupo RBS, é o novo presidente da Bunge Brasil, a holding do grupo no País. Parente conduziu as negociações da venda de 12,64% do controle da RBS para o grupo Gávea, do ex-presidente do Banco Central, Armínio Fraga, seu companheiro no governo FHC. Em função de sua participação nas negociações, o executivo participa hoje do Conselho de Administração da RBS.

A Bunge Brasil é a holding controladora das empresas Bunge Alimentos (dona de marcas como as margarinas Delícia e Primor e os óleos Soya e Salada) e Bunge Fertilizantes (que detém marcas como Manah, Iap e Ouro Verde.