25 de abr de 2009

Na dúvida ? Pro-Yeda

Muito interessante a "matéria"de Zé H PG 40 (25) sobre merenda escolar ou a falta dela numa escola do município de Carazinho (norte do Estado). O título afirma que uma rifa é que garante a merenda escolar, depois afirma que a escola estava sem verba no mês de março para comprar a dita merenda da Escola Estadual Paulo Frontin. Mais adiante diz que é o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação o responsável pela falta da merenda, e ao final entrega o jogo dizendo que é o Estado que faz o depósito na conta dos diretores das escolas e estava atrasado. São R$ 0,22 por aluno/ dia, pagos em 10 parcelas, a partir de fevereiro. Mas o dinheiro "tem atrasado" e, por isso, a escola realizou a rifa de uma cesta de Páscoa. Pra começo de conversa ninguém cobrou o atraso do repasse dos recursos da merenda escolar do governo do Estado(coisa sagrada) , mas sim o valor do repasse e que o mesmo era insuficiente. Mais uma vez nossa secretária Mariza Abreu saiu de lombo liso, e é claro, o débito colocado na conta do govenro LULA (AHAHAHHA). Na condição de repórter eu perguntaria o porquê do governo do Estado não complementar o recurso da merenda, afinal deveria investir 35% dos recursos da receita liquida no setor (será que investe ? ) e os motivos do atraso do repasse ( inconcebível). Mas aqui na terra quapa, a grande mídia quando pode injeta seu veneno e na dúvida, Pró-Serra, ops, Pró- Yeda.