10 de ago de 2010

O PIG, as Raposas e as Almas Gêmeas

Quando o TSE reduziu o número de vereadores no Brasil, fez também diminuir a representação popular, no entanto, "esqueceu" de cortar proporcionalmente o orçamento. Aquele vereador que se elegia nas últimas vagas, geralmente com poucos recursos, e baseado apenas na força da sua militância contra o poder econômico foi decapitado pela medida. O PIG aplaudiu em pé a decisão do TSE, mas calou sobre a manutenção do orçamento. A direita percebeu a manobra, e suas velhas raposas aproveitaram essa oportunidade única pós fim da ditadura para, concentrar o poder, aumentar salários, aumentar diárias e criar novos cargos.

Tenho a convicção que a redução da representação política dos trabalhadores nas Câmaras deixou de mãos livres e bolsos cheios os picaretas de plantão, que encontraram suas almas gêmeas em empresários corruptos, que lucram ao oferecer cursinhos fajutos em cidades turísticas, engrossando os rendimentos desses pseudovereadores.

A equação matémática para o senado

Muitas pessoas ainda não sabem, mas neste ano elegeremos dois candidatos para o Senado Federal. O primeiro é para a vaga de Sérgio Zambiasi que não é mais candidato e o segundo é para o cargo de Paulo Paim que concorre a reeleição. Segundo as pesquisas os três principais candidatos estão tecnicamente empatados (Paim - PT, Rigotto - PMDB e A.Amélia - PDS, ops PP).

A matémática desta complicada eleição está na seguinte equação: se nos últimos quinze dias antes das eleições os três principais candidatos estiverem empatados, os gaúchos correm o risco de perderem um dos poucos representantes dos trabalhadores no Senado Federal. Isso mesmo, Paim pode ficar de fora caso ocorra a famosa dobradinha entre os dois candidatos do PIG. Se todos os eleitores de Paim marcarem o seu segundo voto para Rigotto (PMDB) ou A.Amélia (PP) e os dois últimos trocarem votos entre sí, o primeiro fica de fora. A coligação liderada pelo PT sabe desse risco e por isso tem como o segundo voto ao senado o nome da pedagoga e pós-graduada em Psicopedagogia Abgail Pereira, do PCdoB.

O agronegócio e o PIG guasca ficariam muito felizes em ter essa dobradinha de centro-direita no Senado, cabe aos eleitores decidirem.