29 de nov de 2010

Procriar ! um grande negócio na terra guapa para o futuro

Eu adorava assistir os neófitos debates do PIG sobre o controle de natalidade. A saída para a crise não era o crescimento econômico,mas sim, passar a tesoura  no ventre da mulherada e fim, os problemas do Rio Grande amado e do Brasil estavam solucionados.

Pois bem ! a pesquisa do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) aponta que o Rio Grande do Sul e da Bahia foram as que menos cresceram na última década entre todas as unidades da federação, de acordo com o Censo, divulgado hoje (29). 

Esse dado é praticamente uma bomba  relógio nas contas públicas, pois o reflexo de tudo isso explodira no colo de algum governante em 2031, quando teremos uma população de idosos maior do que a de jovens. Em uma década o Rio Grande do Sul, cresceu de 10.187.798 para 10.695.532, o que representa um crescimento de apenas 4,98%,e a população brasileira saltou de 169.799.170 habitantes em 2000 --quando foi realizado o penúltimo censo-- para 190.732.694 em 2010, o que representa um crescimento de 12,3%.

Entendo que o grande negócio daqui 20 anos será procriar (ahahaha), o Estado vai ter  que pagar pra você fazer filho.