1 de mar de 2009

Isto tem que ter fim, por Kayser


Uma parada em Porto Alegre


Este é o exemplo de uma parada de ônibus em Porto Alegre. Destruída, vandalizada, algumas até mesmo arrancadas a chutes e pontapés. É comum ver essas estruturas públicas com iluminação interna (como é o caso dessa) estar desse jeito. Políticas públicas, segurança, justiça social e consciência política talvez um dia possa fazer com que nossa cidade tão culta e politizada possa abrigar uma humilde biblioteca, como é o caso de Brasília. A MUDANÇA NÃO PODE PARAR

Rolim e o suicídio, esclarecedor


Recomendo o artigo do jornalista e ex-deputado Marcos Rolin sobre suicídio, hoje (01) em Zé H. O material é, como sempre, esclarecedor. clica aqui pra ler.

Parada-biblioteca


Onde tu, ou você pensa que está localizada a parada-biblioteca da imagem acima ? Em que cidade ? Santa Maria ? Pelotas ? Rio Grande ? Passo Fundo ? Gravataí ? Porto Alegre ? Caxias ? Afinal, somos o povo mais politizado do Brasil (ahahhaa), o mais trabalhador (ahahahahha) o mais......Bem ! essa biblioteca ao ar livre fica em Brasília (onde só lá existe corrupção ahahahha), e são dezenas dessas, cheias de livros, espalhadas pelas Ws do plano piloto. Nota-se que a população já pegou o hábito de ler nas paradas e até levar o livro pra casa. Sei que há algumas experiências aqui no RS, mas desta forma é inédita. Lembro que o ex-vereador do PT de Porto Alegre, Juarez Pinheiro fez campanha de arrecadação de livros nesta mesma linha, mas para presídios e deu muito certo. Nas paradas daqui, do nosso povo culto, gostaria de ver quantas horas a parada-biblioteca resistiria ao vandalismo e a destruição. É de se tentar.