31 de ago de 2010

Desenhos da minha infância

Sempre fui enlouquecido por desenho animado, e há 30 anos eu curtia muita coisa boa que ainda passa por ai, mas algumas dessas animações tiveram vida curta. Por isto, deixo esse link para quem quiser matar um pouco da saudade. Adorava um desenho japonês chamado Guerra ou Batalha Stela (faz tempo ahahaha), onde naves com formatos de submarinos e capitães barbudos vestindo capotes e com cara de poucos amigos tentavam desesperadamente achar uma forma de salvar o sol do nosso sistema solar. Na série, a estrela havia sofrido um ataque com uma mega-bomba de uma força alienígena de outra galáxia, provocando o aumento gradual do sol, e o seu precoce envelhecimento, o que destruiria a terra e todo o sistema solar. Era apaixonado pelas naves de combate do desenho, denominadas de Black Tiger, uma espécie de versão das famosas naves dos REBELDES de Star Wars. O fim da série eu nunca consegui assistir (tinha aula) e se alguém tem uma dica pra ver, manda pra mim.

Senado: o grito do quero-quero

Na declação patrimonial da candidata ao senado  A.Mélia (PP) achei um dado interessante. Quem conhece a sua virulência retórica contra estatais e o discurso pesado pelas privatizações e o agronegócio estranha o fato de ver que a candidata não dá ponto sem nó, e investe com SEGURANÇA em ações em que o governo federal possui um mão forte (Petrobras - VALE -PREVI ). Isso é que nem canto de quero-quero, grita de um lado mas coloca seus ovos de outro, num lugar bem seguro, afinal, esse negócio de correr risco é para os ouvintes e expectadores (ahahahah) .

30 de ago de 2010

O PIG e sua liberdade de imprensa

NÃO É NECESSÁRIO DIZER MAIS NADA. UMA IMAGEM VALE POR MIL PALAVRAS.
 

FHC e Britto precisam depor para Serra e Yeda

Se o governo tucano de Fernado Henrique Cardoso foi tão bom , então me digam por que Serra não utiliza esse baluarte em suas propagandas, assim como Dilma faz com Lula ? Seria um fechamento com chave de ouro essa campanha à presidência (ahahhaa). Por isso, deveríamos fazer uma mobilização nacional para que FHC fizesse um pronunciamento, de preferência nos últimos dias de campanha, talvez na última semana (ahahhaahahah). Acho que haveria  uma forte comoção popular  em todo o Brasil. Imaginem, Lula de um lado e FHC de outro, será inesquecível.

Outra liderança neoliberal de peso que poderia dar o seu depoimento em favor de Fogaça ou Yeda é a figura nunca esquecida dos gaúchos: o pai do neoliberalismo guasca da década de 90, o  ex- governador Antônio Britto (executivo da Claro( empresa de telefonia). Não sei porque (ahahaha) ele foi  "esquecido", por seus correligionários ? Ele bem quer poderia fazer um depoimento sobre os "avanços" do modelo de pedágio feitos por ele quando governador do PMDB no RS.

Para que possamos entender nosso presente e termos um futuro, precisamos conhecer nosso passado, e acho que esse momento é muito importante, principalemente para aqueles que defendem com unhas e  poucos dentes, depois da crise de 2008,a filosofia neoliberal.

Construir a maior bancada federal de esquerda da história desse país

Tenho a convicção de que a esquerda (nós) elegerá a maior bancada federal (Câmara e Senado) desde a redemocratização do país.Serão dezenas de parlamentares com a responsabilidade de garantir a governabilidade política do governo Dilma e ajudar a ampliar as políticas sociais e econômicas. O PIG sabe disso e vai tentar de tudo para infiltrar os seus. Enquanto Isso, à direita e o PIG já preparam o papa-defunto Aécio Neves para ser o próximo presidente do Senado, com objetivo claro de limitar o governo, desgastá-lo e transformar Aécio no grande opositor de Dilma e o candidato da direita para presidente.  

Para impedir que o PIG e seus aliados se rearticulem é fundamental eleger bons deputados e senadores  que realmente tenham compromisso com a classe trabalhadora.  Caso tenha dúvida na hora de votar, não tenha dúvida, vote na legenda 13. No Rio Grande do Sul o editor do Tomando na Cuia já tem a sua colinha pronta e colocará, com humildade, a disposição de vcs.

Também alerto que é necessário que os militantes orientem o eleitor que ainda possui dúvidas na hora de votar. A necessidade de levar dois documentos (título e um documento de identidade), votar em dois senadores e a sequência correta de votação (seis votos). Entendo que orientar a população sobre essas questões ajudará a ampliar a  bancada federal de esquerda em todo o Brasil, impedindo a rearticulação do PIG entorno do papa-defunto Aécio. 

No Rio Grande do Sul, Tarso Genro também vai precisar de uma expressiva bancada na Assembleia Legislativa, garantido a governabilidade junto com outras forças políticas e recolocar o Estado crescendo novamente com o Brasil.

29 de ago de 2010

Paim casadinho com Abgail

Dilma pode JÁ ser eleita no dia 03 de outubro a primeira presidenta do Brasil. Aqui no Estado também existe a possibilidade de Tarso Genro se eleger no inicio de outubro. O que mais me preocupa é a eleição ao Senado. Tem muita gente achando que votanto em Paim e escolhendo o seu segundo voto entre A.Amélia ou Rigotto não estará  colocando em risco a eleição de PAIM. Tenho certeza que há entre as cúpulas dos partidos de A.Amélia (PP) e Rigotto (PMDB)  uma intensa articulação para troca de votos de forma casada entre as duas candidaturas. Se o eleitor der o  seu primeiro voto para Paim e o segundo para um dos outros dois, está automaticamente eliminando Paim, nesse quadro técnico de empate. A saída é explicar de forma urgente essa situação para a população e é claro, votar na Abgail., casadinho com Paim.

26 de ago de 2010

Dor de cabeça: dois documentos pra votar é dose


Liguei pro Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul  para o número (51) 32309600 para solicitar o número da resolução do TSE que determina que o eleitor, nestas eleições, seja obrigado a levar, além do título também um documento de identidade. Fui prontamente atendido por uma servidora com sotaque carioca que me informou que o Tribunal regulamentou a  LEI Nº 12.034, DE 29 DE SETEMBRO DE 2009 que em seu “Art. 91-A.  diz que momento da votação, além da exibição do respectivo título, o eleitor deverá apresentar documento de identificação com fotografia.


Gostaria de saber qual foi a "inteligência parlamentar" que deteminou que todo o brasileiro precise levar dois e não apenas um documento para votar neste ano. Ora bolas ! Se eu sei o local da minha sessão e possuo um documento de identidade com foto eu não preciso do título. O próprio site do TSE informa o número do meu título quando informo dados básicos (nome e data de nascimento) 

Entendo que esse artigo é um "tiro no pé"  e sugiro que imediatamente o TSE promova uma ampla campanha de divulgação desse pequeno grande detalhe que pode gerar muita dor de cabeça no dia 03 de outubro para os eleitores e mesários.

25 de ago de 2010

o anarfa , MESTREEEEEEEEEEEEEEEEEE

Capitulação ideológica no jornalismo guapo ?

Compartilho o artigo que recebi do Jornalista Pedro Pomar, que faz uma dura critica ao Sindicato dos Jornalistas do RS, por aceitar anúncios dos grupos RBS e Record no jornal da entidade.

Sindicato dos Jornalistas do RS publica anúncios dos grupos RBS e Record no jornal da entidade


Na sua edição de agosto de 2010, dedicada ao 34º Congresso Nacional dos Jornalistas, realizado em Porto Alegre, o jornal Versão dos Jornalistas, do Sindicato dos Jornalistas do Rio Grande do Sul, traz um anúncio de página inteira do Grupo RBS (página 3) e outro de página inteira do Grupo Record (página 6). Publicidade institucional, na qual o Grupo RBS diz ser “do tamanho dos seus profissionais”, ao passo que o Grupo Record anuncia seu “compromisso com os gaúchos”.

O Grupo RBS, ou Rede Brasil Sul, é hoje um dos principais protagonistas do oligopólio midiático que controla 90% da comunicação social praticada em nosso país. Trata-se de um caso clássico de propriedade cruzada de emissoras de televisão, rádio, jornais, portal e vários outros meios e empreendimentos. A façanha mais recente do Grupo RBS, sediado em Porto Alegre (onde estão a RBS TV e o jornal Zero Hora, seus principais veículos), foi haver adquirido os principais jornais diários de Santa Catarina, o que levou o Ministério Público Federal a processá-lo por monopólio da imprensa.

O Grupo Record é outro importante condômino do oligopólio midiático, sediado em São Paulo, base da TV Record. O anúncio no jornal exibe suas conquistas em território gaúcho: o jornal
Correio do Povo e a Rádio Guaíba. Seu proprietário de fato, o poderoso bispo Edir Macedo, da Igreja Universal do Reino de Deus, tem sido citado pela Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) como beneficiário da maligna decisão do Supremo Tribunal Federal de derrubar o diploma de jornalista como exigência para o exercício da profissão. É que Macedo obteve recentemente, no Tribunal Regional Federal da 2ª Região, sentença que obriga o Sindicato dos Jornalistas do Município do Rio de Janeiro a emitir, para ele, a carteira de jornalista profissional, algo que ele de fato não é.

Portanto, a direção do Sindicato dos Jornalistas do Rio Grande do Sul conseguiu uma dupla “proeza”, que nem mesmo os pelegos clássicos sonhariam obter. Em primeiro lugar, permitiu aos patrões financiar a atividade sindical dos trabalhadores jornalistas, particularmente a sua imprensa, por meio de publicidade. Em segundo lugar, ela abriu as páginas do jornal da entidade não para uma empresa qualquer, o que já seria péssimo, mas para dois dos conglomerados que controlam as mídias no Brasil. E que, obviamente, exibem um enorme contencioso com o movimento sindical dos jornalistas e com os movimentos sociais.

Assim, em troca de alguma quantia em dinheiro (não importa o valor), a direção do Sindicato dos Jornalistas do Rio Grande do Sul vendeu a sua independência de classe perante o patronato. A direção da Fenaj, que tem vários de seus componentes entre os diretores do Sindicato gaúcho, não se manifestou, o que indica concordância com essa capitulação política e ideológica. Como agravante, o fato já citado de que a edição de agosto trouxe o noticiário do 34º Congresso Nacional dos Jornalistas e um encarte com as teses inscritas.

Num momento acalorado dos debates congressuais, agitei o anúncio da RBS diante do presidente do Sindicato, para que se explicasse. Sua defesa: “Mas eles pagaram! É pago”. Tal informação sugere que o pagamento dessa publicidade redimiria a direção sindical. Mas, infelizmente, isso só piora as coisas. Mesmo porque a simples leitura do texto indica que se trata de um anúncio de ocasião, elaborado expressamente com a finalidade de ser publicado no jornal Versão dos Jornalistas.

Sindicatos não podem receber dinheiro dos patrões. A publicação, em mídias sindicais em geral, de anúncios de qualquer tipo de empresa, mesmo que de setores econômicos diferentes, já é uma prática suficientemente grave, pois suscita conflito de interesses e introduz uma lógica comercial estranha à atividade sindical. Porém, a publicação, em jornal de sindicato de jornalistas, de anúncios institucionais de conglomerados de mídia que empregam esses profissionais é simplesmente inacreditável e sintoma do pior pragmatismo.

Ao publicar a peça publicitária do Grupo RBS, por exemplo, o Sindicato, queira ou não, está endossando o seu conteúdo, afirmações como “só se tornou um dos maiores grupos de comunicação do país porque sempre investiu nos seus jornalistas”, “incentivando a prática dos valores essenciais para o desempenho da profissão”... Com a palavra, os jornalistas gaúchos, bem como os movimentos sociais.


Pedro Pomar
Jornalista, delegado ao 34º Congresso



O Brasil e suas terras férteis

O PIG está enfurecido com o presidente Lula que até que enfim aprovou a limitação de venda de terras brasileiras a estrangeiros ou empresas brasileiras controladas por estrangeiros. O documento, segundo a Advocacia-Geral da União (AGU), levou em consideração alterações no contexto social e econômico no Brasil, assim como aspectos como a valorização das mercadorias agrícolas, a crise mundial de alimentos e o desenvolvimento do biocombustível.

Com a nova interpretação, as compras de terras serão registradas em livros especiais nos cartórios de imóveis. Todos os registros feitos por empresas brasileiras controladas por estrangeiros devem ser comunicados trimestralmente à Corregedoria de Justiça dos Estados e ao Ministério do Desenvolvimento Agrário.

As empresas estrangeiras não poderão adquirir imóvel rural que tenha mais de 50 módulos de exploração indefinida. Só poderão ser adquiridos imóveis rurais destinados à implantação de projetos agrícolas, pecuários e industriais que estejam vinculados aos seus objetivos de negócio previstos em estatuto. Esses projetos devem ser aprovados pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário.A soma das áreas rurais pertencentes a empresas estrangeiras ou controladas por estrangeiros não poderá ultrapassar 25% da superfície do município.

O PIG guasca chega afirmar a bobagem de que "as novas barreiras impostas pela União para a compra de terras por estrangeiros podem se transformar em mais um entrave para o desenvolvimento da indústria da celulose no Estado."


Não é de hoje que o Brasil é alvo de compra de terras por estrangeiros e suas empresas. Com muito sol, terras férteis e água em abundância, viram aqui uma maneira de colocar nosso solo a serviço de interesses das grandes multinacionais. Eles até inventaram as tais "commodities" para controlar a compra e a venda de alimentos e matéria-prima no mundo a preços irrisórios, que depois de processadas e industrializadas são revendidas a preço de ouro.

Em 2008, com a crise do capital, e a quebradeira de especuladores e de multinacionais, muitos daqueles que ganharam dinheiro com a crise (sim, teve muita gente que ganhou dinheiro) se precaveram e resolveram investir em coisas reais, numa espécie de poupança de ativos. Empresas estrangeiras, além de já possuirem milhões de hectares de terra no Brasil, agora compraram mais de 50 % das empresas do setor alcooleiro e investem pesado na compra de ações e controle de empresas no setor de energia em nosso país.

Esses "players" globais não estão nem ai para os povos famintos dos continente africano e americano, e tem o apoio escancarado dos seus governos (europeus e norte-americano) , que necessitam de muita energia, matéria-prima, água e alimentos baratos para sustentar a industria, o desenvolvimento econômico e o alto bem-estar social dos cidadãos do chamado primeiro mundo.

Lula fez o que pôde, e usou seus 80 % de aprovação popular para dar uma pequena enquadrada nessa turma que há séculos fazem do Brasil o seu quintal. O engraçado é que alguns oficiais do "nosso" exército brasileiro e um "afamado" site especializado em "defesa nacional" aqui do Brasil condenam a criação de reservas para índios e os movimentos sociais mas ficam pianinhos quando grupos estrangeiros se refestelam comprando um volume de terras muitas vezes maior que o tamanho de seus próprios países de origem.

24 de ago de 2010

UM DIA MUITO TRISTE

Segundo o professor Cipriano Carlos Luckesi, a concepção de ser humano é ser um construtor em construção. Construtor de si mesmo mediante o trabalho que constrói. E assim ele constrói a si mesmo construindo e dominando o meio ambiente que o circunda.

Hoje, lamentavelmente, assisti uma cena degradante desse tal ser humano que me deixou profundamente triste. Assisti um motorista que passava na minha rua a mais de 100km por hora atropelar o cachorro da minha vizinha. Além de atropelar e deixar o animal esfacelando, mas ainda vivo, grunindo no meio do asfalto, ele nem sequer teve a dignidade de parar. Desci correndo e peguei meu carro para levar o animal para uma clinica veterinária, infelizmente, como ele havia fraturado a coluna, precisou ser eutanasiado , pois ficaria com muitas sequelas.

Naquele momento lembrei das dezenas de crianças e idosos que diariamente cruzam a mesma rua, rumo a uma praça pública que também tem campo de futebol (diversão da garotada da vila popular próxima). Graças ao nosso bom Deus esse "SER HUMANO" não cruzou com esses outros seres humanos HOJE.

Fiquei muito triste ao ver as pessoas indiferentes, quase robotizadas, fingindo que nada havia ocorrido com aquele pobre animal , que aquilo estendido no chão não era um ser vivo que precisava de ajuda. Diariamente na mídia leio e ouço relatos de motoristas humanos que atropelam pessoas e depois fogem, e hoje pude comprovar que esse Ser Humano existe em abundância, e me parece, movidos pela ganância, pelo ódio, pelo individualismo e vaidade, havidos em ganhar dinheiro e se dar bem numa remontagem grotesca da lei de Gerson

HOJE FOI UM DIA MUITO TRISTE, FOI COMO VER O SER HUMANO EM ESTADO TERMINAL .

Há 56 anos morria o presidente Vargas.

Na manhã de 24 de agosto de 1954 o presidente Vargas se suícida, desferindo um tiro contra o próprio peito. A grande imprensa comunica o fato a carta testamento ganha as ruas e transforma-se em bandeira mobilizando pessoas em todo território nacional. Multidões querem vingança e atacam as sedes de jornais e rádios, invadem a embaixada dos Estados Unidos e tudo mais associado a campanha contra Getúlio Vargas. O mito de Vargas, portanto, nasce de uma revolta popular, inspirando ao longo do tempo novas ações partindo da nacionalização das empresas de telefonia e eletricidade promovidas por Leonel Brizola quando governador do Rio Grande do Sul, as Reformas de Base do governo João Goulart

Quando o ministro João Goulart anunciou sua intenção em dobrar o valor do salário mínimo que ficara praticamente congelado durante o governo Dutra. O projeto foi duramente criticado, inclusive no interior do governo, ocasionando a demissão do ministro do trabalho afinal fortalecer o mercado interno permanecia aos olhos da elite econômica nacional um grave pecado o ideal, para estes, seria um consumo reduzido direcionando as energias para a exportação de minérios e produtos agrícolas reservando aos detentores do capital o consumo de artigos de luxo importados ficando os trabalhadores com o mínimo necessário e carregando nas costas este fardo de sustentar as excentricidades coloniais.

Comprometida até a raiz do cabelo com o modelo agro-exportador esta mesma elite econômica tratou de minar o projeto de auto-suficiência energética presente na proposta popular de criação de uma empresa petrolífera brasileira. Getúlio Vargas, mais uma vez contrariando interesses destes grupos, assumiu a reivindicação presente na campanha O PETRÓLEO É NOSSO assinando em 1954 a lei 2004 criando a PETROBRÁS.

Desta vez não havia perdão. O ato do presidente assinalava o rompimento com a tradição colonial, desestabilizava a política dos oligopólios internacionais sustentadas através das generosas verbas de publicidade guarnecidas por canhões estadunidenses e ingleses. Derrubar Vargas tornou-se a palavra de ordem dos setores conservadores amplamente difundida na grande imprensa.

O agravamento da crise ocorre após o assassinato do Major Rubens Vaz durante o atentado contra Carlos Lacerda aumentando, a imprensa conservadora, a ferocidade dos ataques exigindo a renúncia de Getúlio Vargas a quem atribuíam o mando do crime baseados em investigação direcionada por oficiais oposicionistas da Aeronáutica. O desfecho da crise ocorre na manhã de 24 de agosto de 1954 quando Vargas acaba com sua própria vida.

O PIG e as elites higienizadas atravessam décadas cuidando de seus interesses e de seus aliados.

Fonte: http://www.brasilwiki.com.br/noticia.php?id_noticia=31191

22 de ago de 2010

Rabo preso & senhor Botox

Que a campanha do Vampiro, segundo Leonel Brizola, está desgovernada como caminhão sem freio lomba abaixo todo mundo já sabe, e que Dilma pode ganhar já no primeiro turno também. Ocorre que as forças "vivas", e bota vivas nisso, vão tentar de tudo para levar para o Congresso Nacional (Câmara e Senado) o melhor dos piores. Aqui na terra guasca, para o senado, a senhora sem rabo preso com os trabalhadores (ahahahha) e o homem botox são seus preferidos para constituir uma dobradinha e levar as duas vagas, deixando Paulo Paim e Abgail de fora. Se o povo quer verdadeiros representantes da classe trabalhadora, o momento é agora.

20 de ago de 2010

O que é liberdade de imprensa para Serra ?

As coisas mudaram bastante no Brasil, em especial no que se refere a liberdade de comunicação para a classe trabalhadora. A crescente expansão da banda larga e o aumento geométrico do acesso de trabalhadores conectados à rede fizeram com que milhares de brasileiros pudessem expor suas posições de forma livre e democrática, não necessitando de nenhum veículo de comunicação da grande mídia. O PIG, acostumado apenas a ouvir a sua própria voz, e a veicular na mídia impressa suas próprias opiniões e defender seus interesses como se fosse de toda a sociedade, está assustado com essa liberdade da web. Não precisamos mais implorar espaço a nenhum jornal ou rádio para ter nossa opinião veiculada, lida ou ouvida.
O que é liberdade de imprensa para Serra e seus aliados ? A grande mídia sempre abusou da democracia quando o assunto é bater no PT, e até já ganhou eleições para seus aliados nos partidos conservadores, manipulando pesquisas, editando debates e publicando imagens desqualificando candidatos do partido.
A acusação de Serra de que o governo tenta “censurar” a imprensa e de financiar “blogs sujos” é puro desespero. A grande mídia nunca foi censurada e sempre que precisam, passam do limite ético quando o assunto é jogar a opinião pública contra os quadros políticos do PT, da esquerda e dos movimentos sociais. O desespero tucano é que eles precisam de máquinas virtuais para emitir suas opiniões na web, e nós somos milhares de internautas que trocam e compartilham informações. Formamos um mosaico de opiniões, sujeitos a críticas e até ameaças, mas seguimos em frente, juntando fragmentos da história, da filosofia, e da política, é claro.

18 de ago de 2010

Estupro de neurônios


A candidata do PIG guasca ao senado estuprou meus neurônios hoje (18) no programa de rádio ao afirmar que não tem o rabo preso (ahahahahha) e que está largando uma carreira sólida para entrar na política. Pelo amor de Deus, quem não sabe que a candidata é a mais leal representante da grande mídia guasca e do agronegócio gaúcho ? Nada contra, desde que isso seja transparente e admita que representa um seguimento politico e econômico. Ninguém é candidato de sí mesmo, as pessoas que se candidatam apenas representam um segmento da sociedade. No caso da candidata do PIG guasca, isso não é revelado, é escamoteado, por trás do manto de uma tal vida profissional "sólida".

Na condição de âncora de uma rede de TV e de rádio, suas entrevistas eram o primor em desqualificar o PT e seus aliados, mas levantava uma bola redonda para nomes do PSDB, DEM e PDS, ops PP bater a vontade no presidente Lula. Não adianta tentar usar manto de invisibilidade, e escamotear seus compromisos políticos e passar para a opinião pública a idéia de neutralidade.

Como já escrevi, no ano que vem haverá no Congresso Nacional (Câmara e Senado) um grande debate sobre o projetos de TV e rádio digital, renovação de concessões de rádio e TV, banda larga, TV a cabo-internet, telefonia móvel, e é claro, o uso de verbas públicas para o financiamento de redes para a universalização da internet no Brasil. O PIG está de olho em tudo isso e precisa de gente "fiel".

Quem acredita que a candidata não tem rabo preso (compromissos políticos ) é porque também acredita em papai-noel, guinômos e coelhinho da pascoa.

17 de ago de 2010

Amanhã, guardem bem seus animais de estimação

Todo mundo sabe que os animais sofrem com essa atitude estúpida e atrasada dos homens de soltar foguetes. Amanhã é dia de decisão da Libertadores da América, e lamentavelmente meu time não estará jogando (ahahah), mas fica um aviso: à noite , o Internacional, ganhando ou mesmo perdendo do Chivas, receberá um grande foguetório ao final do jogo. Quem tem cachorro ou algum animal de estimação que se assuste com essa baboseira neandertalesca de soltar foguetes é bom se prevenir.

Quem é este bosta pra falar do Olívio

Despencando ladeira abaixo nas pesquisas , o Vampiro Serra vem ao Rio Grande do Sul se juntar ao que há de mais conservador e atrasado na política, e tenta, atacando a gestão de Olívio Dutra a frente do governo gaúcho também atacar Dilma. Naquela época, FHC comandava o apagão nacional, que só não acontenceu no RS porque Dilma estava a frente da Secretaria de Minas e Energia, e foi nesse governo que foram realizados um dos maiores investimentos no setor.

Também tentam requentar a questão da Ford para conquistar o público conservador gaúcho que adora reclamar da falta de investimento na saúde, segurança e educação, mas aplaude ver o seu dinheiro, o nosso dinheiro público, fluir para as mãos das multinacionais, que produzem cada vez mais carros que já não conseguem passar dos 20 km horários nas grandes cidades. Esse complexo de inferioridade afeta esses conservadores, que choram a saída de uma fábrica de autómóveis e sequer sabem que temos na terra guapa uma das mais modernas plantas de micro-chips da América latina, patrocinadas pelo governo Lula/Dilma.

Quem é esse tucano de bosta para falar de um governador que é sinônimo de honestidade, respeito, competência e credibilidade, ao contrário da sua turma que infestou nosso Estado de praças de pedágio, e o nome de seus ex-governantes representam tudo o que há de mais sujo na política.

Porque não chamaram o "competente" Britto para recepcionar o Serra ? Porque não usaram FHC para dar seu depoimento para Yeda e Serra nos seus programas de rádio e TV ? EU SEI A RAZÃO, E VOCÊS ?????

14 de ago de 2010

Para tentar levar pro segundo turno

Os elogios rasgados do PIG ao candidato do PSOL à presidência, Plínio de Arruda Sampaio, e a tentativa da mídia de transformar Marina Silva (PV) numa espécie de Mãe Natureza, uma líder Avatar tupiniquim, nada tem a ver com as preferências políticas dos barões da mídia e das elites atrasadas de nosso país. Como informação é poder e eles a tem, também já sabem que a vida dos Tucanos fica mais difícil e a chance de Dilma vencer no primeiro turno é cada vez maior. Desta forma, ampliar a "atenção" nas candidaturas do PSOL e PV dando notinhas de elogio aos dois candidatos é mais uma expertise do PIG para tentar segurar o caminhão sem freio de Serra que despenca lomba abaixo. Se a eleição de Dilma no primeiro turno está por três pontos percentuais, qualquer percentual que eles consigam tirar de Dilma, transferindo tanto para os tucanos quanto para o PSOL ou PV é válido para arrastar a eleição pro segundo turno, onde as forças "vivas" se juntam.

12 de ago de 2010

Verme é condenado por assassinar a cadela Preta

Ontem (12) o verme que só faz peso na terra foi condenado pelo assassinato da cadela Preta, ocorrido há cinco anos, quando foi amarrada a um carro e arrastada até a morte em Pelotas. O verme foi julgado por três desembargadores da 21ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado (TJ). O verme terá de pagar R$ 6 mil, revertidos como doação para o canil municipal pelotense. Pra mim, quem é capaz de fazer isso com um animal é capaz de fazer isso com qualquer ser humano, basta ter oportunidade. Entendo que a pena pecuniária é muito pouco e gostaria que esse verme pegasse um "confortável" xilindró numa "moderna" cadeia gaúcha durante uns trinta dias. A prefeitura de Pelotas deveria erguer um monumento a Preta, um monumento conta a crueldade e a tirania, contra a desumanidade de gente que não merece estar vivendo em sociedade. Mas como aqui se faz a justiça dos homens, vamos esperar pela outra.

10 de ago de 2010

O PIG, as Raposas e as Almas Gêmeas

Quando o TSE reduziu o número de vereadores no Brasil, fez também diminuir a representação popular, no entanto, "esqueceu" de cortar proporcionalmente o orçamento. Aquele vereador que se elegia nas últimas vagas, geralmente com poucos recursos, e baseado apenas na força da sua militância contra o poder econômico foi decapitado pela medida. O PIG aplaudiu em pé a decisão do TSE, mas calou sobre a manutenção do orçamento. A direita percebeu a manobra, e suas velhas raposas aproveitaram essa oportunidade única pós fim da ditadura para, concentrar o poder, aumentar salários, aumentar diárias e criar novos cargos.

Tenho a convicção que a redução da representação política dos trabalhadores nas Câmaras deixou de mãos livres e bolsos cheios os picaretas de plantão, que encontraram suas almas gêmeas em empresários corruptos, que lucram ao oferecer cursinhos fajutos em cidades turísticas, engrossando os rendimentos desses pseudovereadores.

A equação matémática para o senado

Muitas pessoas ainda não sabem, mas neste ano elegeremos dois candidatos para o Senado Federal. O primeiro é para a vaga de Sérgio Zambiasi que não é mais candidato e o segundo é para o cargo de Paulo Paim que concorre a reeleição. Segundo as pesquisas os três principais candidatos estão tecnicamente empatados (Paim - PT, Rigotto - PMDB e A.Amélia - PDS, ops PP).

A matémática desta complicada eleição está na seguinte equação: se nos últimos quinze dias antes das eleições os três principais candidatos estiverem empatados, os gaúchos correm o risco de perderem um dos poucos representantes dos trabalhadores no Senado Federal. Isso mesmo, Paim pode ficar de fora caso ocorra a famosa dobradinha entre os dois candidatos do PIG. Se todos os eleitores de Paim marcarem o seu segundo voto para Rigotto (PMDB) ou A.Amélia (PP) e os dois últimos trocarem votos entre sí, o primeiro fica de fora. A coligação liderada pelo PT sabe desse risco e por isso tem como o segundo voto ao senado o nome da pedagoga e pós-graduada em Psicopedagogia Abgail Pereira, do PCdoB.

O agronegócio e o PIG guasca ficariam muito felizes em ter essa dobradinha de centro-direita no Senado, cabe aos eleitores decidirem.

4 de ago de 2010

Um pôr-do-sol maravilhoso, e só, infelizmente



Hoje fiz o papel de turista e percorri o centro da cidade de Porto Alegre como se fosse um visitante que conhece a Capital pela primeira vez. A sensação é terrível. O centro mais parece uma área degradada, suja, um local decadente, deixando para trás os ares de uma cidade moderna.

Acessibilidade ? esqueça ! Se você tiver alguma problema de locomoção seja permanente ou temporário, é bem provável que tenha que andar e disputar espaço com os carros, motos e ônibus pelo asfalto. No Largo Glenio Peres , onde transitam milhares de pessoas diariamente, o piso está todo solto e quebrado. O patrimônio público está a ver navios e basta caminhar pelas ruas para ver os monumentos abandonados e sujos, assim como a cidade como um todo.

Respeitar faixa de pedestre ? nem pensar. A começar pelos nossos bravos taxistas e motoristas de ônibus que fazem questão de te dar um susto e avisar: TE CUIDA.

A programação visual e a sinalização da cidade é tão confusa, incompleta e poluída que não tenho dúvida que se retirarmos tudo, pelo menos não vamos pegar o caminho errado. Não canso de afirmar que em Porto Alegre temos placas demais e sinalização de menos.

O quesito qualidade do asfalto é vegonhoso. Na avenida Mauá, por exemplo, a pavimentação mais parece um campo lunar, onde crateras e tampas de boeiros desniveladas concorrem com os sulcos profundos provocados pelo excesso de peso dos caminhões. Aliás, pra variar, vans, caminhões e lotações andam na maioria das vezes com motores mal regulados, despejando uma fumaça negra em quem anda pelo passeio mal cheiroso e cheio de placas faltando.

Ruelas apertadas com carros estacionados nos dois sentidos fazem a alegria dos guardadores de carro e deixam de cabelo em pé quem precisa entrar o sair da cidade. Ciclovias ? ahahahha, aí é pedir demais. Paradas de ônibus decentes (ahahahahahha) nem pensar. Semáforos a cada 50 metros e sem sincronia fazem a felicidade de quem precisa despejar toneladas de material promocional dentro dos carros. Há tantas outras coisas, mas para não dizer que não achei nada de bonito na cidade digo pra vocês: o Pôr-do-Sol da cidade é maravilhoso.

Bônus corrupção: esta é a nossa justiça

Não canso de falar que no Brasil uma das poucas instituições públicas que não são fiscalizadas pela população é o Poder Judiciário. Seus magistrados em seus colegiados mandam construir prédios nababescos, recebem super-salários, garantem aposentadorias integrais e, vejam só, até um bônus-aposentadoria para juizes corruptos. Vejam bem, aqui eu não estou criticando os servidores da justiça, mas sim os mecanismos administrativos e políticos construídos no judiciário para proteger os membros da alta corte.

No parlamento, a cada quatro anos, a população tem o direito de manter o tirar o seu representante. No executivo, se a gestão é ruim, a cada eleição é possível substituir o seu representante. Lamentavelmente, no judiciário, existe uma verdadeira caixa-preta em sentenças, e premiam com aposentadoria integral magistrados corruptos.

Segundo os jornais de hoje (04), foi a a primeira vez , que o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) puniu com aposentadoria compulsória, um ministro de um tribunal superior. Paulo Medina, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), foi condenado por unanimidade pela participação em esquema de venda de sentença judicial em favor de bicheiros e donos de bingos. Outro bônus foi dado ao magistrado José Eduardo Carreira Alvim, do Tribunal Regional Federal da 2ª Região, que também recebeu a pena de aposentadoria compulsória.

Os magistrados não caíram por investigações internas do judiciário, mas devido as investigações da Polícia Federal, que culminaram no início de 2007 na Operação Hurricane. A PF afirma que Medina teria negociado, por meio de seu irmão, Virgílio Medina, o recebimento de R$ 1 milhão por uma liminar concedida em 2006 e depois cassada pela ministra Ellen Gracie, do STF. Com a liminar, foram liberadas 900 máquinas caça-níqueis que tinham sido apreendidas em Niterói.


Se um vereador, prefeito, ou até mesmo um deputado é condenado por cometer uma irregularidade, além de ser punido administrativamente e penalmente, ainda recebem um adeus da população e dificilmente conseguem nova eleição ou aos poucos vão sendo excluídos da política.


É vergonhoso saber que o Conselho Nacional de Justiça garantiru aposentadoria integral de R$ 25 mil reais para juiz corrupto. Isso é imoral, é vergonhoso, um escarnio com os trabalhadores que se aposentam com dois salários mínimos. Isso significa também que independente de qualquer ação criminosa que um magistrado possa cometera, seu futuro está garantido.

3 de ago de 2010

Política Nacional dos Resíduos Sólidos

Fazendo história novamente, o presidente Lula sancionou ontem a Política Nacional dos Resíduos Sólidos, que tramitou 21 anos no Congresso Nacional. A nova legislação pretende acabar com os lixões a céu aberto e estimular a reciclagem do lixo. Outra novidade determina que os fabricantes e vendedores recolham as embalagens usadas (agrotóxicos, pilhas, baterias, pneus, óleos lubrificantes, lâmpadas e eletroeletrônicos.)

Alguns meses atrás estive visitando uma cooperativa de 23 catadores na cidade de Bento Gonçalves. Esses trabalhadores recebem o apoio da prefeitura, e num galpão separam toneladas de material reciclado, que certamente iriam parar em lixões., contaminando o meio ambiente. Organizados e disciplinados, cada família consegue com a separação e a venda do material reciclado uma renda superior a R$ 700,00 por mês. No Rio grande do Sul, o projeto Minuano em parceria com a Petrobrás também apoia a organização de 32 cooperativas de catadores em todo o Estado. O Objetivo do projeto é organizar e dar condições (prensas, carrinhos, elevadores) aos catadores para que consigam agregar mais valor ao seu material.

Os projetos e iniciativas que citei deveriam ser estimuladas por nossos gestores municipiais, e a educação ambiental deveria ser cadeira obrigatória para nossoas crianças.

2 de ago de 2010

Cuidado ! animais na pista


Fico impressionado com a quantidade de animais silvestre e domésticos esfacelados nas estradas gaúchas. É comum ver pequenos roedores, gatos e cachorros atropelados nas estradas, principalmente em rodovias que cortam grandes cidades. Também me chama a atenção o fato de que grandes animais passeiam livremente pelas rodovias sem que haja uma forte fiscalização das autoridades. Esses dias, próximo ao pedágio comunitário de São Sebastião do Caí, uma vaca pastava solta tranquilamente no canteiro central da rodovia. Cavalos, veados e até búfalos já causaram acidentes fatais em nossas estradas e até agora nenhuma autoridade tomou qualquer atitude para fiscalizar e punir que deixa esses animais soltos nas faixas de domínio.

Outro crime grave é cometido por pessoas que abandonam seus animais de estimação nas rodovias, muitas vezes são animais de grande porte, que dependendo da situação pode causar um acidente fatal, caso o motorista ou motociclista tente desviar ou até mesmo bata no animal. O certo é que tanto a Polícia Rodoviária Federal quanto a Estadual tem obrigação de ajudar a fiscalizar, e bem que o Estado poderia fazer uma campanha de esclarecimento sobre o tema.

Ja que estamos falando tanto da copa de 2014, e seus benefícios, na minha opinião, cidades que são cortadas por rodovias deveriam ter uma política de zoonose rigorosa, impedindo que animais transitem livremente pelas rodovias , tornando-se alvos e causadores de vítimas do descaso de nossas autoridades.

Desculpe pela imagem acima, mas é esclarecedor para quem não quer ler todo texto. Prometo retirar ela do blog.