4 de mai de 2010

Vannazi: Dilma representa um novo Brasil

O coordenador da campanha de Dima Rousseff no Estado, o prefeito de São Leopoldo Ary Vannazi, afirmou ontem em palestra que, se eleita, uma das principais metas de Dilma a frente da Presidência da República será a erradicação da pobreza no Brasil. Segundo Vannazi, Dilma não representa apenas a continuidade do projeto de desenvolvimento atual, mas um novo Brasil. Para ele, a ex-chefe da casa Civil de Lula representará um salto a temporal para frente no desenvolvimento econômico e social do Brasil. O prefeito destacou que em apenas 10 anos o Brasil poderá ser comparado a países ricos da Europa.

Na gestão do Estado, Vannazi também fez rasgados elogios ao desempenho de Dilma, que, segundo ele, é capaz de citar de memória todos os grandes projetos de desenvolvimento do pais em andamento, demonstrando conhecimento detalhado dos projetos de desenvolvimento do país. Para o prefeito, grande parte do sucesso do segundo mandato de Lula se deve ao estilo de Dilma de fazer as ações de governo acontecerem, e quem conhece o estilo de trabalho de Dilma quando ela foi secretária no govero Olívio Dutra no RS sabe do que estamos falando.

Vannazi também alertou que o modelo de gestão de Serra pode ser comparado ao modelo do governo tucano guasca que nesses três anos estagnou economicamente o Estado. O prefeito também destacou que o Rio Grande do Sul cresceu economicamente em apenas dois governos: Alceu Collares (PDT) e Olívio Dutra (PT), e que as gestões do PMDB no RS (Simon, Britto, Rigotto) estagnaram a economica gaúcha e o desenvolvimento social.

Sobre Fogaça, Vannazi entende que o ex-prefeito deixou a cidade de Porto Alegre sem nenhuma política de gestão, e que a Capital ficou no automático nesses últimos seis anos ao sabor de políticas isoladas de secretários e diretores de departamentos, propiciando grandes problemas de infraestrutura para a cidade.

No debate, muitas pessoas destacaram que a grande mídia, após a renúncia de Fogaça, agora redescobriu Porto Alegre, e fará de tudo para desgastar o prefeito Fortunati propiciando uma disputa interna dentro do PDT para a indicação da vaga a candidato para prefeito daqui dois anos.