10 de mai de 2009

Poderoso Chefão, a continuação

São tantos ingredientes mafiosos que envolvem às denuncias de corrupção no governo Yeda: caixa 2, caixa 2 da 2, espionagem, corrupção, além da morte misteriosa de alguém que sabia demais. Tudo isso daria um bom roteiro de filme de Don Corleone guasca. Como é que a policia ainda não conseguiu identificar se a morte do "ex-embaixador" Marcelo Cavalcante foi criminosa ou não ? O cara sabia muito, recebia ligações misteriosas, estava sendo ameaçado ou chantageado e ia "dar" o serviço ao MP Federal e ...... caputz. No mesmo dia o ex-marido de Yeda Carlos Crusius lançou uma nota acusando a CPI do Detran como um dos motivos que o levaram ao confirmado "suicídio" ahahah, mesmo que Marcelo não tenha sequer sido indiciado na CPI do Detran. Agora se sabe que as fitas envolvem o próprio Carlos Crusius. O próprio vice-governador fez ilações sobre possíveis irregularidades na campanha de Yeda, mas ninguém da grande mídia fala nada sobre o tema. A mídia trata o tema como assunto requentado, mas todos sabemos que há um cheiro estranho no ar.