10 de ago de 2009

Visões


Para aqueles que imaginam que a batalha no MPF era o fim, e que tudo já estava terminado, recolham seus mantimentos e escondam as crianças, (ahahahaha), isso é apenas a primeira batalha. O teatro de guerra se inicia hoje (10) e a guerra será assimétrica, não havendo prazo para terminar. Muitos soldados marcham rumo ao campo de batalha. O combate será em várias frentes e pelo visto haverá poucos sobreviventes políticos (ahahaha) do lado perdedor.

Trabalho em equipe, por satiro-hupper. Perfeito ahahaha


Um sabre para abrir champanhe


Recomendo a leitura do artigo "Um sabre para abrir champanhe. Como a identidade de um certo poder político pode trair o poder constitucional da legítima identidade política." de autoria de Antonio Cechin, irmão marista, militante dos movimentos sociais. Jacques Távora Alfonsin é advogado do MST e procurador do Estado do Rio Grande do Sul aposentado. A revelação pública de que um integrante do Tribunal Militar do Estado admite ser “conselheiro” da governadora, segundo confessa em reportagem da ZH de domingo, dia 02 de agosto, revela o que de mais cínico e hipócrita se esconde nos bastidores de exercício do poder político aqui no Rio Grande do Sul. Leia na íntegra clicando aqui

A blindagem reforçada, por Eugênio