29 de dez de 2008

Israel e a sua guerra perdida

Ocupação militar, demolições de casas, cerco naval, terrestre e aéreo, checkpoints e bloqueio à entrega de alimentos e remédios aos habitantes. Não ! Não estamos falando da política nazista do Führer na segunda grande guerra, estamos falando do Estado de Israel e sua máquina de matar palestinos. Ao contrário do que imagina os líderes sionistas a guerra que trava-se contra os palestinos já está perdida, assim como perdida foi ,desde o início, a guerra americana contra o Iraque. Matar centenas de civis com a justificativa de que o lado palestino (sitiado)lança foguetes Qassam (vetorzinho michuruca perto do aparato letal do Estado de Israel)é praticamente assinar a confissão de culpa diante de uma opinião pública mundial, que sempre teve no povo judeu um dos que mais sofreram nas mãos dos nazistas na segunda grande guerra.No Blog do jornalista Luiz Carlos Azenha está uma excelente matéria sobre o tema denominado A verdadeira história dessa guerra não é a que Israel está contando , publicada hoje 29/12/2008 no jornal Inglês The Independent. Outra fonte de consulta é o blog O Biscoito Fino e a Massa. De qualquer forma, aí está uma grande oportunidade do recém presidente americano Obama, mostrar a que veio.

Um comentário:

  1. Ary da Silva martini29 de dezembro de 2008 18:34

    Somente um tonto, um completo ignorante em política, para imaginar que os nazi israelenses desferiram os covardes ataques sem a anuência de Obama. Continuo dizendo: não há diferença substancial entre Obama e Dick Chenney, o presidente americano. Fosse o Reverendo Jackson, a história seria outra. Ainda vai demorar muito para que os EUA tenham um negro na presidência. Não foi dessa vez.

    ResponderExcluir