11 de dez de 2008

Mendes caiu pra cima


No velho jargão da política, o coronel Mendes "caiu pra cima". A conversa do coronel com o secretário-geral de Governo de Canoas, Franscisco Fraga, (indiciado pela operação Rodin e investigado na Operação Solidária que investiga fraude em contratos de fornecimento de merenda escolar e de obras rodoviárias) revela que o "Chico" tem poder e influencia a governadora Yeda e o seu governo, ao contrário do que ele mesmo havia afirmado na CPI do Detran, na Assembléia Legislativa. Outro fato importante revelado, mas escondido pela "grande mídia" é alto nível de partidarização do comando da BM. Fica claro que Mendes é indicação do PSDB de Canoas pelos "serviços prestados". O que mais enoja a população é que esse mesmo coronel — que muito pau mandou baixar em professor e agricultor—foi nomeado para uma vaga no Tribunal de Justiça Militar, onde receberá um salário de r$ 22 mil reais mensais. Alías, Yeda gastou mais com o tribunal militar do que segurança pública (TJM 21 milhões x 14,5 milhões segurança pública).

Nenhum comentário:

Postar um comentário