9 de jan de 2009

S.O.S aos Salva-Vidas, mais choque de Gestão

O governo do Estado ainda não pagou o salário de dezembro dos cerca de 170 salva-vidas temporários que atuam no litoral gaúcho. Mas olha a pérola que disse o comandante para a imprensa sobre o assunto: "— Esse pessoal precisa entender que o Estado precisa obedecer os trâmites administrativos, como a contratação, publicação no Diário Oficial". Claro que "esse pessoal" tem que gritar, afinal não são comandantes, que colocam uns R$ 15 mil na gibeira todo o mês, tem plano de saúde (IPÊ), tem carro oficial, diárias. São trabalhadores como qualquer outro que precisam para suas contas e alimentar suas famílias. Mas isso não tem pressa, afinal existe uma burocracia que deve ser respeitada. Quem sabe a gente deixa os coronéis sem receber por uns 60 dias pra ver como se comporta essa tramitação burrocrática ?

Nenhum comentário:

Postar um comentário