22 de jan de 2009

Uma lição chinesa para a justiça brasileira

Os dois principais acusados de adulterar leite em pó na China - que levou a intoxicação de 300 mil crianças daquele país, com um produto chamado melamina - foram condenados à morte pela Superma Corte. Por lá a Justiça também condenou à prisão perpétua a ex-presidente da principal empresa envolvida no escândalo. Por aqui o presidente do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes liberta da prisão com dois habeas corpus consecutivos o principal "empresário" envolvido em falcatruas, tramóias e corrupção. Como se não bastasse manda devassar a vida do delegado da PF que o investigou e destruir a carreira do direitor da Agência de Inteligência brasileira que deu suporte ao trabalho da Policia Federal. Imaginem se aplicássemos a lei chinesa em terras tupiniquins ? quem seria o primeiro ?

Nenhum comentário:

Postar um comentário