20 de fev de 2009

Bispo é perseguido por sionistas

O bispo britânico Richard Williamson, recebeu ultimato do governo Argentino para deixar o país em até 10 dias. Williamson afirmou não acreditar no Holocausto. Para ele apenas 200 mil a 300 mil judeus morreram nos campos de extermínio nazistas – não 6 milhões, como dizem os historiadores. O Vaticano exige retratação de Williamson sobre o Holocausto, mas ele se nega a fazer. Se os judeus não aceitam a posição do bispo, porquê se negam a aceitar que o Estado de Israel promove o extermínio de homens, mulheres e crianças na Faixa de Gaza ? Eu gostaria de ter acesso aos relatórios secretos que o Vaticano recebeu de 1940 a 1945 sobre o tema, seria esclarecedor. O tempo dirá !

Nenhum comentário:

Postar um comentário