20 de mar de 2009

Mar de Lama

Se das oito gravações entregues pelo promotor de Lajeado Pedro Rui Porto apenas uma era legal, como o Ministério Público vai explicar os grampos frios que o próprio MP entregou ao ex-ouvidor Paiani. Está mais do que na hora dessa turma toda dar uma explicação convincente à sociedade, ao invés de dar férias para um dos principais envolvidos no escândalo. Li uma crítica na mídia guasca que dizia ser um exagero a participação da Polícia Federal neste caso. Vejamos: se o governo do Estado, a secretária de Justiça, a ouvidoria e o Ministério Público Estadual estão atoloados nessa lama até o pescoço, quem então pode nos salvar, se não a PF ? Quem garante que essas foram as únicas escutas ilegais do guardião se até mesmo os próprios deputados desconfiavam que seus telefonemas eram ouvidos por arampogas. Até o momento não se divulgou os nomes de nenhum responsável pelo sistema guardião (se é que havia) e o secretário-general ainda não abriu a boca nem pra dizer o nome. Nossa desgovernadora está novamente em um tur pelo país para divulgar as maravilhas de seu governo, enquanto isso a mídia guapa faz o que pode pra segurar a o mar de lama que cobre o Piratini e pelo visto já está chegando ao Forte Apache (sede do MP).

Nenhum comentário:

Postar um comentário