29 de mar de 2009

O criminoso exército de Israel

Matéria publicada no site da Carta Maior desta semana (29) mostra as atrocidades do Estado de Israel contra a população civil na Faixa de Gaza. A reportagem é de Clarissa Pont. Vale a leitura.

Dois meses depois da ofensiva de Israel na Faixa de Gaza, deflagrada entre 27 de dezembro e 18 de janeiro, surgem novas denúncias sobre crimes que teriam sido cometidos contra civis palestinos – muitas delas provenientes de jornais e entidades israelenses. Nos últimos dias, o grupo de proteção dos direitos civis Human Rights Watch, o diário inglês The Guardian e o jornal israelense Haaretz publicaram matérias e divulgaram documentos sobre o tema.

2 comentários:

  1. Como se fossem os únicos... como se os palestinos não usassem de violência contra judeus...

    Essa é uma guerra que já dura mais de 2000 anos e de tempos em tempos o papel de bandido e mocinho se inverte.

    Essa guerra só vai acabar quando a raça humana for extinta...

    ResponderExcluir
  2. Já escrevi e reitero. O Criador também se equivocou. Depois de colocar a água sobre a face deste planeta e os vegetais, colocou os animais. Em dado momento, dentre os animais escolheu o símio e mudou algumas características genéticas, surgindo aquele que ciência de maneira equivocada chamou de “homo sapiens”. Pois a esse denomino de “homo burrus”. O homo burrus então criou a moeda como instrumento de troca, advindo daí o capital. Logo depois criou as religiões com o propósito de buscar saber sua exata origem. Pois bem, criados o capital e as religiões, a coisa degringolou, ou seja, capital e religião desde então tem provocado guerras em todos os cantos do planeta e assim será até o fim dos tempos. Resumindo, deu merda.

    ResponderExcluir