17 de ago de 2009

De olho arregalado gaúchada


A sensação de impunidade em relação a corrupção é tanta que a maioria das pessoas acha que tudo que envolve políticos corruptos acaba em pizza, e que tudo ficará como está. Não compartilho dessa linha de pensamento por entender que nossa sociedade evolui e com ela a consciência política. O brasileiro já elegeu Maluf, já elegeu Collor, já elegeu Britto, já elegeu Fogaça e Yeda (ahahaaha). Vivemos por quase 30 anos sob governos ditatorias e ou neoliberais. A filosofia era o da bota na cara ou a do mercado salvador dos nossos problemas. A idéia de que o serviço público é uma porcaria é plantada todo o dia pela PIG e que o deus mercado é a salvação. Há dez anos a Policia Federal estava tão sucateada que só prendia ladrão de galinha, nossas instituições públicas e mecanismos de fiscalização eram infinitamente mais fracas do que são hoje, mesmo com todos os seus defeitos e vícios.

Muita coisa mudou e para melhor. Apenas em duas operações de rotina da PF no Rio Grande do Sul (Rodin e Solidária) se descobriu a dimensão de uma quadrilha que operava desde o governo Rigotto (PMDB) com continuidade e alastramento no governo Yeda (PSDB) que sugou R$ 44 milhões de reais dos cofre públicos. Grande parte dessa gente fazia parte da creme de la creme da elite política gaúcha. Gente que há 20 anos ditava a política guapa tendo o respaldo da PIG guasca. A investigação da PF e do MPF abriu as entranhas dessa gente e mostrou o alto comprometimento de agentes políticos com falcatruas e com a corrupção deslavada. Não é preciso ser um detetive para concluir, ao ler os diálogos das escutas telefônicas da PF, transcritos na ação do MPF, contra Yeda + oito, que se essa gente tivesse um pingo de vergonha na cara já teriam ido embora

Falo isso porque a CPI da Corrupção será outro grande desafio para a sociedade gaúcha, que talvez ainda não tenha percebido que haverá muita gente que fará de tudo para que nada funcione dentro da Comissão Parlamentar e tudo está dentro da regra do jogo. Os gaúchos devem ficar atentos à cada requerimento rejeitado e se a fala do deputado é coerente com seu voto. Se tudo der certo, uma boa parte dessa gente será varrida da vida política guapa pelos crimes que cometeram. Mas fiquem de olho. Ah ! chama a atenção que um dos principais "conselheiros da crise " de Yeda é o do ex-governador Antônio Britto. (ahahahahaha)

2 comentários:

  1. Idéia para um reality show: todos os indiciados numa jaula, a pão e água, e o povão espiando o lavado de roupa suja. Quem disser mais palavrões é o "anjo" da semana e pode imunizar um seu comparsa. Sucesso total! Qué ibope! Toda semana tem paredão. O mais votado na interativa, passa por um corredor polonés do MST. No final, o vencedor (ou vencedora), ganha uma passagem só de ida para São Paulo. Qué ibope! Já pensou? Qué ibope!

    ResponderExcluir
  2. Acessem também o blog : http://engrassadinho.blogspot.com/

    ResponderExcluir