21 de ago de 2009

O MP Far Far Way

Agora a tarde (21), ao ouvir na rádio gaúcha a promotora Lisiane Vilagrande, representante do MP que "acompanhou de perto" a BM e a ação da desocupação da fazenda Southal pela BM, que culminou com o assassinato do agricultor, Eltom Brum da Silva , tenho a convicção de que essa defensora das leis estava muito muito distante dos fatos, até demais. Inicialmente ela disse que estava longe dos fatos e que o comandante a aconselhou, para a sua própria segurança, que ficasse longe da ação (hummmmm). Segundo ela, ficou mais próxima dos jornalistas (que estavam forçadamente afastados) do que da ação (onde ela realmente deveria estar). Durante todo tempo da entrevista ficou claro, para ela, que a BM agiu com a maior tranquilidade. Se a promotora afirmou que estava longe, a pedido do comandante, como pôde afirmar tranquilidade na ação que determinou o assassinato de um agricultor ? Ela nem sequer ouviu os disparos. Onde estava nessa hora ? Esse é o nosso MP muito muito distante da realidade social do Brasil e muito muito próximo dos poderosos. Depois de um assassinato e varias pessoas feridas na desocupação a promotora declara que tudo foi tranquilo e profissional, eu não sei o que dizer sobre essa turma.

5 comentários:

  1. Alienada, probablemente muito caipira, classe média abastada, vida fácil, no lugar do coração uma pedra, envenenada de preconceitos, em fim, muito longe do que deva ser uma cidadã.

    ResponderExcluir
  2. É... pra chinelagem, polícia matar pobre e/ou sem terra é trabalho tranqüilo e profissional.

    ResponderExcluir
  3. Faz pouco tempo dona Yeda promoveu uma penca de brigadianos a coroné. Um deles foi lotado no MP. Por que e para que? Pura participação política do MP que vem se afastando de suas atribuições. Eles volte e meia conseguem junto aos magistrados MBA e entregam aos brigadianos. Tanto o MP quanto aos brigadianos querem ser Polícia Judiciária, o que não são e ponto final. Autoridade policial neste estado somente o Delegado de Polícia, os demais são agentes desta autoridade, incluindo-se os brigadianos, do soldado ao coroné. Embora não tenha tido acesso ao laudo cadavérico afirmo que foi usado chumbo 3T neste cartucho disparado. E chumbo 3T não é destinado a matar passarinhos e sim humanos. Não podemos esquecer que dois deles assassinaram o médico Becker em dezembro passado. Essa POLÍCIA POLÍTICA de dona Yeda está ficando violenta.

    ResponderExcluir
  4. Esse é o mesmo MP que se pronunciou pela legitimidade da compra da casa da Yeda.

    ResponderExcluir
  5. PELA JUSTIÇA MESMO QUE CONTRA A LEI!

    ResponderExcluir