4 de set de 2009

Brisa, sombra e água fresca na Corsan

Seria bom (digno) se a CPI da Corrupção convocasse os membros do Tribunal de Contas do Estado para falar um pouco dos contratos sem licitação da Corsan firmados ao longo de quatro anos. Segundo auditoria foram pagos R$ 4 milhões sem a formalização de licitação (10% da roubalheira do Detran). Uma tal empresa de informática chamada de Brisa patrocinou várias irregularidades nos seus contratos de consultoria de informática com o órgão. A consultoria além de não prestar os serviço, repassou o mesmo, dando evidências de que o contrato ou foi mal feito ou superfaturado. Meu feeling diz que ali se descobriria coisas tão graves quanto no Detran. Lembram do cara que entrou na sede da Companhia, armado, cobrando o presidente ?O que houve depois ? Pelo visto na Corsan é brisa, sombra e agua fresca (ahahahha)

Nenhum comentário:

Postar um comentário