14 de out de 2009

Matar é derrotar o crime ?

Fiquei impressionado com a linha editorial e a visão grosseira de segurança pública da editoria de polícia de Zé H, em especial da página 42 de hoje (14). O título abre com "Derrota contra o crime" e o subtítulo acachapa com um "Quatro bandidos mortos em 5h". Pelo que entendi do conceito de combate à criminalidade de Zé H, podemos compará-la a um jogo de futebol, com dois times (policia vs criminosos), ambos armados de facas e pistolas. Quem matar mais ganha o jogo. Se esse conceito fosse verdade a família do taxista Irajá Gonçalves Guimarães Júnior, 42 anos, morto em assalto dentro de seu carro, não estaria chorando neste momento, assim como mais quatro de seus colegas que foram assassinados em 2009.

O que falta para o Rio Grande do Sul é uma política de Segurança Pública verdadeira, com inteligência policial, valorização dos servidores, unificação das polícias e combate à corrupção. Não adianta colocar fotos de brigadianos na capa de Zé H tentando mostrar que Yeda está fazendo segurança pública. Nos últimos 3 anos o déficit Zero sucateou o que havia dos equipametnos de segurança, os salários dos servidores da segurança são os mais baixos do Brasil e a cada anao se aposentam mais de 1000 policias.

4 comentários:

  1. E o pior de tudo Kiko é que essa polícia política de dona Yeda vem matando por matar. Ocorrido o ilícito penal, via de regra por falha no policiamento ostensivo-preventivo, cessada, pois a participação deles no evento, o qual passa à Polícia Judiciária a qual deve identificar a autoria, e remeter o fato ao Poder Judiciário. Eles não fazem a parte deles e depois de atravessam em atividade que não lhes diz respeito, matando por matar e com isto vendem uma falsa imagem de sua instituição cuja atividade é vergonhosa. Desmilitarização já, criando uma guarda civil, guarda de quarteirão e ou qualquer outro nome mais decente e condizente com a atualidade.

    ResponderExcluir
  2. A governadora Yeda Crusius não responde mais ao processo que lhe foi movido pelo Ministério Público Federal em Santa Maria. Yeda obteve importantíssima vitória jurídica e política em Porto Alegre. Foi as 14h o julgamento do agravo interposto pela governadora Yeda Crusius contra o ajuizamento da ação de improbidade administrativa movida contra ela pelo Ministério Público Federal em santa Maria. O julgamento ocorreu no âmbito do Tribunal Regional Federal da 4a. Região, em Porto Alegre.

    Não vai sair nenhum post sobre o assunto?
    Só quando são as mentiras contra a Yeda?

    ResponderExcluir
  3. Kiko, meu velho. A polícia militar ainda está impregnada da visão "Mendista", de bater em manifestantes, tratar movimentos sociais como inimigos, e se avassalar à Governadora. Eu criei meu blog com o objetivo de discutir, sob um ponto de vista de esquerda, uma proposta de funcionamento das polícias, que na definição marxista se situam no Aparelho Repressivo do Estado, mas não por isso devem atuar de forma truculenta. Só que nesse meio tempo me envolvi com a luta contra a privatização da água aqui em São Luiz. Mas logo vou estar postando sobre esse tema. Há muito o que conversar.

    ResponderExcluir
  4. Kiko concordo em gênero, número e grau com que escreve o Renato. Por certo esse tal coroné que postou o comentário acima é daqueles que estufam o peito, e sobre a camisa engomada colocam uma coleção de medalhinhas. Se esses caras trabalhassem haveria menor incidência de crimes. São folgados e fazem polícia política para esta senhora que veio emporcalhar o Rio Grande com este arremedo de administração. Vá trabalhá coroné!

    ResponderExcluir