5 de nov de 2009

Associando imagens

Zé H publica hoje (5) na contracapa a desgovernadora dos gaúchos inaugurando um busto a Flores da Cunha com apresença de Paixão Cortes, outro ícone do tradicionalismo guasca. Pelo que entendi da estratégia da equipe paulista de "melhoramento de imagem" (ahahha), contratada a peso de ouro, a idéia é associar a imagem de Yeda a ícones positivos. Enquanto isso, a CPI da corrupção começa a desaparecer dos destaques. Será que Yeda vai se deixar fotografar com o papai-noel no mês que vem ?

2 comentários:

  1. Deu no jornal! A pergunta é: será que o dobre de finados não foi mesmo para ela? Não tem setor de psiquiatria na Piratini?

    "Gafe na praça
    Na ânsia de comemorar a cada manifestação na solenidade, Yeda Crusius acabou cometendo uma gafe no final do seu discurso. Quando dobraram os sinos da Igreja Matriz, a governadora interrompeu sua manifestação para agradecer, entusiasmada:

    – Obrigada. Estão saudando a gente – disse ela.

    Ao ser informada que os sinos badalavam em uma missa de corpo presente, Yeda se desculpou.

    – É uma missa de corpo presente. Então, vou respeitar e terminar. É um ato bonito. Não vou cantar o trecho da música Querência Amada, de Teixeirinha. Volto aqui outro dia para cantar. Vou declamar.

    E assim, a governadora encerrou o discurso:

    – Berço de Flores da Cunha/E de Borges de Medeiros/Terra de Getúlio Vargas/Presidente brasileiro/Eu sou da mesma vertente/Que Deus saúde me mande/Que eu possa ver muitos anos/O céu azul do Rio Grande."

    ResponderExcluir
  2. Ela já fez isso nos anos passados, babaca!

    ResponderExcluir