8 de nov de 2009

Bento exige segurança: Quem é responsável ?

Dando uma olhada rapidinho tanto na votação de Yeda Crusius para governadorqa quanto de Lula para presidente nas eleições de 2006 no primeiro e no segundo turnos na cidade de Bento Gonçalves fica visível a preferência dos eleitores tanto para Yeda para o governo do Estado quanto para Geraldo Alkmin à presidente. No segundo turno Yeda fez 60% dos votos válidos o que dá pra supor que todo o pessoal do PMDB que votou em Rigotto votou em Yeda, pois o percentual do PMDB no primeiro turno foi de 25.8%.

Fiz essa breve análise porque nas páginas policias do Correio do Povo de domingo (08) há uma máteria com o seguinte título: "Bento Gonçalves protesta contra onda de violência". Segundo a matéria, o motivo do ato em frente à Prefeitura de Bento Gonçalves foi pelo assassinato de Patrícia Anderle Maito, 32 anos, ocorrido na tarde da última terça. Proprietária de um mercado na localidade de São Valentin, distrito de Tuiuty, Patrícia morreu após um tiro nas costas durante um assalto.

Por mais lamentável que tenha sido a perda de um familiar de forma tão brutal entendo que os bentogonçalvenses que estiveram nessa passeata erraram o caminho, pois a segurança pública e de responsável do governo Yeda, e é dela e de seus aliados (PMDB) dos quais deveriam cobrar segurança pública.
Por motivos profissionais estive várias vezes no município este ano e em nenhuma dessas oportunidades pude presenciar uma viatura policial nas ruas. Aliás, a prefeitura foi obrigada a colocar segurança particular em pontos turisticos da cidade para impedir que carros e ônibus fossem assaltados. Portanto o assunto é grave e antigo, pena que sempre aquela velha ladainha dos direitos humanos para bandido volte a tona nos discursos de quem perde um parente vítima da violência, ao invés de refletir e ver os números: O governo do PSDB-Yeda, nos primeiro três anos, investiu menos de 10 % dos recursos orçamentários previstos na segurança pública e a maioria dos equipamentos comprados nesse período têm origem do governo Lula (viaturas, helicópteros, motos, coletes e armas, bolsa de estudos)

Quem conhece a região sabe que a violência não está apenas na cidade de Bento mas em toda a serra. Municipios pequenos e de médio porte: Coronel Pilar, Monte Belo, Garibaldi Farroupilha já foram, nos últimos meses, vitimas de assalto coletivos onde foi usada grande violência nas ações. Caxias do Sul também bate recorde em assaltos, homicídios e violência.

Tenho uma idéia: peçam que o governo Yeda faça uma audiência pública para discutir o tema da criminalidade na cidade e exijam a presença da sua representante legitima, que recebeu em 2006 mais de 60% dos votos . Ela vai ter que comparecer.

Foto: Mônica Lovera - Correio do Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário