17 de nov de 2009

Verdades e mentiras sobre a agricultura

Artigo do ministro do Desenvolvimento Agrário, Guilherme Cassel, publicado em Zé H (17) aprofunda a análise sobre o Censo Agropecuário 2006 e o papel fundamental da agricultura familiar no Brasil. É um banho de água fria em quem defende o latifúndio e ajuda a desmascarar o discurso de quem defende o chamado agronegócio.
Basta ver os Indicadores de Desenvolvimento Humano para constatar que onde há miséria extrema há latifúndio. A região serrana, ao contrário da fronteira oeste, já fez a sua reforma agrária, e por isso lidera o desenvolvimento econômico, social e industrial do nosso Estado.

Clique no link ao final do parágrafo para ler o texto integral do ministro Cassel

O Censo Agropecuário 2006, divulgado há algumas semanas pelo IBGE, esclarece muito sobre o meio rural brasileiro e joga luz sobre quem é quem no rural do Rio Grande do Sul. Há muito sabemos que a agropecuária tem valor significativo na economia gaúcha. Conforme estudo da Fipe/USP, 55% do PIB gaúcho vem deste setor. Mas também há muito tempo persiste entre nós a ideia de que essa é uma produção “dos grandes”, daqueles que têm mais terra, mais dinheiro, mais acesso a novas tecnologias e que produzem grãos para a exportação. Clique aqui para ler

Nenhum comentário:

Postar um comentário