25 de dez de 2009

A farra tucana com o fundo previdenciário


Yeda concedeu um gordo presente de natal para as empreiteiras. Os tucanos jogaram no lixo o discurso de déficit zero e vão torrar R$ 700 milhões em apenas 12 meses para tapar buracos nas estradas. Que nossas estradas precisam de manutenção ninguém duvida, mas utilizar o recurso do fundo previdenciário, que teve como origem a venda de parte do patrimônio público (Banrisul), é muita falta de coerência política. Quem não lembra dos discursos dos staf de Yeda ocupando generosos espaços na mídia defendendo austeridade com o dinheiro público, sacrificando a segurança pública, saúde pública e a ausência completa de políticas sociais ?

Agora, Yeda e sua turma, faltando exatos 12 meses e 7 dias para o fim do governo tucano, recebe um cheque gordo da Assembleia para torrar quase R$ 1 bilhão de reais para tapar buracos. Outro ex-governador que fez coisa semelhantes foi Antônio Britto (conselheiro de Yeda), fazendo a alegria das empreiteiras e deixando apenas placas e obras abandonadas por falta de recursos. Enquanto isso, por exemplo, o RS é um dos Estados que ranqueiam a falta de postos de urgência nos municípios .

Não é de graça que Yeda recebeu a pior avaliação entre todos os governadores do Brasil (nota 3).
Charge:Kayser

2 comentários:

  1. como não tem almoço grátis ela tá re
    tribuindo o apoio que teve do PMDB e
    do amado coffy via empreiteiras.en
    quanto isto é bem provavel que a lou
    ca tenha que sacar do caixa único pa
    ra pagar a folha de dezembro.se esta
    vigarista inaugurou a baltazar de oli
    veira garcia 4 vezes sem concluir a obra,imagine quantas vezes ela irá
    ao interior fazer festa com os pre
    feitos burros que terão acesso mas
    continuarão sem estradas.eles sai
    rão da cidade e 100 metros adiante
    cairão no buracão da velha louca.
    ela vai piorar o que já esta ruim
    pq raspou o fundo do IPE,tà tiran
    do mais de 1 BILHÃO da saúde,1.4
    BILHÕES da educação em 2010.ela
    cansou de dar tiro no pé e agora
    vai atirar na sua cabeça,quando
    uma carreta graneleira for engolida
    pels crateras das estradas até a
    RBS vai cair de pau na velha.
    VIVA O DEFICIT ZERO.DÁ LHE TARSO...

    ResponderExcluir
  2. A nota é três, mas as casas são duas. Nesse caso, derrota é vitória.

    ResponderExcluir