19 de fev de 2010

O triste fim do Auditório Araújo Vianna


A Promotoria de Patrimônio Público do MP/RS está ratificando a notificação feita à Prefeitura de Porto Alegre, solicitando informações sobre as denúncias de abandono do Auditório Araújo Vianna. A informação foi dada pelos promotores Cesar Luís de Araújo Faccioli e Edes Ferreira dos Santos Cunha, que se reuniram com o representante do Conselho Municipal de Cultura, Dilmair dos Santos, e as vereadoras Sofia Cavedon (PT) e Fernanda Melchionna (Psol), integrantes da Comissão de Cultura da Câmara Municipal. Conforme explicaram os promotores, esta é a segunda solicitação encaminhada ao Executivo Municipal, que terá dez dias para responder. A primeira notificação não foi respondida.

Para a vereadora Sofia Cavedon, que em dezembro encaminhou ao MP a denúncia do abandono e depredação do Araújo, é inadmissível deixar esse patrimônio público e símbolo da efervescência cultural de várias décadas fechado e abandonado durante cinco anos. “A Opus Promoções ganhou a licitação para a restauração e nada foi realizado até agora. Além disso, essa empresa foi denunciada recentemente por fraudar em R$ 3 milhões a Lei de Incentivo à Cultura (LIC). Isso tudo será debatido hoje à noite, na reunião do Conselho Municipal de Cultura que convocou o secretário para esclarecer o processo”.
Segundo a vereadora Fernanda Melchionna, é um absurdo o que o Governo Fogaça está fazendo, privatizando a Cultura. “Estamos tentando salvar o que restou do Araújo Vianna”, salientou.

2 comentários:

  1. Ísso é um retrato do governo fogaça: não faz e destrói ou deixa destruirem as contribuições dada pelo PT a Porto Alegre.

    Está sendo assim com o Araújo, foi assim com a ciclofaixa caminho dos parques, etc.

    O próximo 'alvo' é aquela parada de ônibus elevada em frente ao Mercado Público (e o próprio Mercado inclusive).

    ResponderExcluir
  2. Conheço alguns músicos e ativistas do movimento cultural de Porto Alegre.
    Infelizmente, eles, apesar do enorme talento, estão por aí sem espaço, dando aulas particulares para se sustentarem, sem divulgação em mídia.
    Isto é a Direita no Poder. Yeda e Fogaça vão privatizando, destruindo, delegando a OSCIPs funções do aparelho estatal.
    Assim está sendo com a TVE e FM Cultura, foi com o Araújo Vianna. Incrível que não destruiram, ainda, o Porto Alegre em Cena e o Poemas nos ônibus...
    Tristecidade outrora alegre

    ResponderExcluir