24 de fev de 2010

Veneno vencido é demais

Que o governo Yeda não investiu na saúde pública nesses três últimos anos todos nós já sabíamos. Agora, mandar duas caminhonetes abarrotadas de veneno vencido para auxiliar no combate ao mosquito da dengue, sem verificar o prazo de validade, é passar um atestado de incompetência da Secretária da Saúde.

O que eu acho engraçado em tudo isso é a proteção do PIG guasca à péssima gestão da política de saúde pública do secretário da Saúde Osmar Terra (PMDB). No ano passado, além da volta da febre amarela, do alastramento da dengue e o recorde de mortes pela gripe H1N1, o Estado foi o que menos investiu em saúde pública no Brasil. No entanto, o PIG sempre mostra o deputado/secretário Terra em pautas quentes de vacinação de criancinhas ou anunciando algum tipo de ação positiva. Sobre a falta de leitos e a omissão do Estado na gestão da política de saúde não se vê a mídia local abrir a boca. Aliás, a única coisa que o PIG vê é o Grupo Hospitalar Conceição (Governo Federal), desaguadouro da incompetente gestão de Osmar Terra (PMDB) no governo de sua aliada Yeda (PSDB)

No ano passado o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada - Ipea, analisou a atuação do poder público da área da saúde. O Ipea constatou que em 1.867 municípios brasileiros (33,5% ) não existe ATENDIMENTO DE URGÊNCIA. Os piores do ranking são administrados pelos governos tucanos. Os dados apontam que Minas Gerais (Aécio) possui 21,3% dos municípios sem atendimento de emergência, seguidos pelo Rio Grande do Sul (Yeda) com 14,1 % e São Paulo (Serra) com 9,9%.

2 comentários:

  1. O descaso com a saúde pública é lamentável.

    ResponderExcluir
  2. LEIA MAIS E TE INFORME ANTES DE COLOCAR ESTAS NOTICIAS. TEM CERTEZA QUE O GOVERNO MANDOU VENENO VENCIDOS PARA IJUI
    ANTES DE POSTAR NOTICIAS TE INFORME DIREITO

    ResponderExcluir