5 de abr de 2010

A derradeira fase de Yeda

Segundo pesquisa do Datafolha, o índice de aprovação do govenro Yeda passou de 12 % para 22%, e a rejeição, que era de 50% baixou para 42%. Assim como o caso Eliseu Santos, os casos de corrupção no governo Yeda sempre foram colocados em segundo plano pelo PIG, e nem foi a oposição, leia-se PT, responsável pelas denúncias, mas pelos próprios membros do seu governo.


Além dos três anos de estagnação econômica e de discursos de crise, que fez até o presidente da Fiergs puxar as orelhas de integrantes do governo tucano por passar uma imagem do estado muito negativa , a mídia guasca cansou de criar novas fases para o governo Yeda após sucessivas denuncias de corrupção. A troca de dezenas de secretários e a falta de compromissos com suas promessas de campanha fez com o governo Tucano chegasse ao patamar de 55% de rejeição da população. O abandono da saúde, da segurança pública e da educação foram sentidos pela população, no Estado campeão em homicídios e outros delitos graves.

Nesta nova e derradeira fase de Yeda, a governadora pretende gastar R$ 1 bilhão de reais do Fundo Previdenciário do funcionalismo em menos de 12 meses. Assim como no governo Britto (ex-PMDB) a tucana destinará a maior parte desses recursos para as empreiteiras, garantindo canteiros de obras (que não vai terminar), abandonando de vez o discurso de déficit zero. Na Assembleia , após três anos sem reajuste para os servidores públicos, Yeda forçou ao máximo em garantir reajustes para servidores, inclusive oferecendo em quatro anos apenas 6% para os professores e 12 % para os praças da BM.

O PIG vai ajudar Yeda, vai bombar aliança entre o PSDB e o PP no estado, garantindo palanque para Serra e um discurso para os programas de rádio e TV. Para o PIG guasca interessa a representação política na Assembleia, na Câmara e o grande sonho,: deixar o PT de fora do segundo turno no Estado e garantir uma representante do PIG no Senado.

3 comentários:

  1. E a grande bobagem "estado mais politizado" onde é que fica?
    Luis Carlos

    ResponderExcluir
  2. Cabe lembrar que foi uma pesquisa "Datafolha"...o mesmo instituto que catapultou o Serra 9 pontos percentuais acima da Dilma.

    Quanta credibilidade...

    ResponderExcluir
  3. Ah, nem querem mais o Rigottinho "paz e amor"

    No Senado, querem a matriarca Ana Amélia Lemos!!

    ResponderExcluir