28 de jun de 2010

Caciques do PMDB guasca precisam sair do muro


Os caciques do PMDB guasca tiraram uma posição de "neutralidade" em relação a candidatura de Dilma no Rio Grande do Sul, mesmo tendo o partido indicado Michel Temer na condição de vice na chapa com Dilma Rousseff e possuindo mais de seis ministérios no governo Lula. No entanto, o prefeito de São Leopoldo, Ary Vanazzi, coordenador estadual da campanha de Dilma Rousseff no RS, está instruindo a militância a criar comitês suprapartidários para Dilma em todos os municípios, estimulando a base do PMDB e de outros partidos a participar da campanha.

Com o inicio da propaganda eleitoral tendo o PMDB e o PT juntos ,e se as pesquisas apontarem para um descolamento ainda maior de Dilma em relação a Serra, é bem provável que a cúpula do PMDB reveja essa posição, caso contrário, pagará um preço alto aos seus eleitores e sua base.

Outro fato que chamará a atenção será a confusão que o PMDB guasca fará na cabeça dos eleitores, tendo inserção na propaganda com Dilma e Temer e seus caciques locais divididos entre a petista Dilma Rousseff e o tucano neoliberal Serra.

Na minha opinião, ficará difícil para essas lideranças do PMDB manterem a dita "neutralidade (pró Serra)" pois, com certeza, a base do partido vai exigir que os bravos caciques do PMDB saiam de cima do muro e venham para a campanha para eleger Dilma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário