2 de set de 2010

PIG e a direita querem o tapetão

 Eu pensava que o PIG e a direitona brasileira já haviam desistido da fórmula do tapetão para tentar arrastar a eleição para o segundo turno. Em 1986, o senador Eduardo Suplicy era candidato ao governo de São Paulo, a Polícia Civil, então sob o comando de Franco Montoro ( fundador do PSDB), acusou o PT de levar armas para bóias-frias grevistas na cidade de Leme. No dia 11 de julho daquele ano, um confronto entre PM e trabalhadores deixou dois mortos. Em um mês, o petista caiu de 17% para 6% nas pesquisas de intenção de votos.

Em 1989, a globo editou o debate feito na noite anterior entre Lula e Collor, mostrando apenas os melhores momentos do " lindo " índio Collor e  os piores de Lula no dia seguinte. Como se não bastasse, naquele ano, colocaram camisetas do PT nos sequestradores capturados do empresário Abílio Diniz, e colocaram eles em rede nacional, algemados, com a camisa do partido  para aparecer em horário nobre na globo e dar a entender à opinião pública que o PT era o responsável pelo sequestro. Como se não bastasse, acusaram o PT e a esquerda de promover o quebra-quebra no comício de Collor em Caxias.

Ontem (02) , ao assistir o casal 20 em horário nobre falando com aquela cara de bunda, insinuando que foi o PT o responsável pela quebra de sigilo bancário dessa jaguarada tucana, me lembrei desses episódios que a direita sempre aprontou contra as forças políticas de esquerda em época de eleição.  Ainda vem mais, esperem !

Nenhum comentário:

Postar um comentário