27 de dez de 2010

O caos aéreo e a sede do PIG por infraestrutura

Às vésperas do natal o PIG guasca, em sintonia fina com o grande PIG, anunciavam em sintonia o caos nos aeroportos, e que a vida das pessoas que precisariam viajar de avião se tornaria um inferno. A cada minuto um boletim rediofônico entusiasmado detalhando o percentual de voos atrasados ou cancelados. Ao final do dia, já com imagens, o PIG não conseguiu esconder a decepção ao mostrar que tudo estava normal, pouca fila e pouca confusão.

Agora o PIG centra fogo no governo Lula e no de Dilma para potencializar um possível fracasso nacional em razão da não vinda da Copa do Mundo em 2014, em razão da tal falta de investimentos no setor aéreo (não sei de onde tiraram essas teses), que ainda são associadas diariamente com muita falta de informação sobre o tema  e até a omissão de determinados jornalistas para  tentar colocar o governo em xeque.


Hoje pela manhã  (27), na rádio gaúcha, a jornalista Rosane de Oliveira e seu colega André Machado não pouparam críticas ao governo Lula pela tal omissão do governo na construção de novos aeroportos. Logo em seguida, o jornalista Túlio Milman ia na mesma linha, e fez uma programa de debates interativo que, na minha opinião, questionava maliciosamente seus ouvintes como seria melhor viajar: de ônibus ou de avião no final de ano, em razão do tal "caos" aéreo ?

O engraçado é que a crítica feita por esses colonistas nunca trazem uma informação concreta sobre o assunto, e sempre "esquecem" de informar que várias obras estão em andamento tanto no Brasil quanto no RS. Um exemplo é a ampliação da pista do aeroporto Salgado Filho em 1000 metros,garantido a operação de grandes aeronaves e maior capacidade de carga, bem como a instalação do moderno ILS 3 ou Instrument Landing System. O ILS 3 é um sistema de aproximação de última geração, capaz de guiar os pilotos apenas por instrumentos, orientando de forma  precisa os pilotos em qualquer tempo, em especial, nos dias de intensa neblina em casos de pouso ou decolagem.


Tenho a convicção de que ainda temos muito ainda por fazer em matéria de infraestrutura no Brasil, mas tenho a convicção de que o cenário de caos bombado pelos arautos do PIG tem muito mais a haver com  os interésses escondidos de seus patrões do que realmente com o problema em sí.

Nestes quatro anos de desgoverno Yeda, o PIG sempre esteve presente, dando apoio aos projetos tucanos das famosas PPPs: ERS 010, Cais Mauá, presídios privados e na "entrega" do terreno da Fase em troca algumas Casas. Na ampliação do tempo dos pedágios de nossas estradas o PIG guasca foi inscasável em defender de forma escamoteada a tese da ampliação, assim como na defesa do défict zero, mesmo sabendo que o Estado praticamente parou durante três longos anos, numa completa estagnação econômica e social

O PIG ergue agora a bandeira da infraestrutura numa sede enloquecedora, exigindo, que obras que nuncam foram feitas em 50 anos saiam do papel num passe de mágica. Eu sempre defendi que temos que investir em infraestrutura, mas exigir que isso ocorra em tempo recorde é muita sacanagem. A pauta da construção imediata de estradas, portos, aeroportos, ferrovias e energia será uma das bandeiras do PIG é uma clara tentativa de superdimensionar um problema pra colocar o governo Dilma numa pauta negativa e é claro de falta de competência. Não vão conseguir !

Nenhum comentário:

Postar um comentário