19 de mai de 2016

A Reforma da Previdência de Temer tem DNA de FHC



Na reforma da previdência do Temer, o golpista,  tem muito DNA de FHC da década de 1990. A proposta a ser votada a toque de caixa pelo Congresso e aprovada pelo Centrão, o trabalhador brasileiro que possui hoje 18 anos precisará trabalhar 5 anos a mais para receber sua aposentadoria, isso considerando que nunca deixe de recolher INSS e tenha pleno emprego. Se nesses 65 anos ele deixar de contribuir durante três anos, provavelmente só vai receber algo restando pouco tempo de vida. Já a casta do judiciário, além de receber acima do teto e auxilo moradia bilionária, se aposenta pelo teto e com proventos integrais. O que o Mercado exige mesmo é que o Brasil faça a lição de casa neoliberal, garantido dinheiro farto para banqueiros além da garantia de privilégios da classe política. Reduzir o tamanho do Estado significa cortar programas essenciais na saúde, na educação e para aqueles que mais necessitam.

Nenhum comentário:

Postar um comentário