24 de abr de 2009

A lista deve ser guardada junto ao título

No fim do ano passado os mesmos deputados da base do governo Yeda na Assembleia Legislativa (PMDB, PSDB, PDT, PTB, PP) que votaram pelo abono das faltas de professores e policiais (com algumas excessões) , na virada do ano, viraram também a casaca e mantiveram o veto ao projeto de anistia aos servidores que pararalisaram em 2008, para exigir melhores condições de trabalho e salários dignos e é claro, contra a corrupção do governo. No caso dos professores, mesmo com salários descontados recuperaram os dias parados. No caso dos policias, o chefe de policia foi exonerado pelo telefone por não delatar seus colegas. Na realidade o que Yeda quer é um "cala boca" nos servidores, principalmente agora que ensaia "reformas", que nada mais são do que retirar direitos daqueles que ganham menos, como é o caso de servidores da segurança pública e professores. Na outra ponta Yeda propôs uma bonificação de R$ 6 mil para funcionários que "colaboram" com seu governo. Espero que todos os servidores públicos da terra guasca tenham nas mãos ou guardadas junto com seus títulos (ahahha) a lista com os deputados estaduais que mantiveram o veto de Yeda. O Cpers e a Ugeirm poderiam dar uma mãozinha nessa tarefa.

Um comentário:

  1. Prezado Kiko acredito que a Ugeirm dará uma mãozona. Recebo deles boletins que posto no www.praiadexangrila.com.br mantido por mim.
    Estou sendo processado por um político que ficou indignado quando sua mansão aqui no litoral foi parar na Internet. Há outro deputado com uma bela mansão em condomínio aqui no litoral que está em nome de um terceiro, mas uma das contas da casa não. Hahaha
    Sou Comissário de Polícia inativo e pago aluguel até hoje. Devo ser um incompetente, pois meu dinheiro não procria, ao contrário do dinheiro de muitos políticos que acabam ricos. Se alguém souber qual a fórmula seguida por eles, desde que honesta, por favor, me transmita, pois já tenho 65 anos e quero deixar minha família sob teto próprio.

    ResponderExcluir