22 de abr de 2009

Nardes, o buraco é mais profundo

Nardes iniciou sua carreira política como vereador pelo Aliança Renovadora Nacional (Arena), em Santo Ângelo, entre 1973 Foi deputado estadual constituinte pelo Partido Democrático Social (PDS), entre 1986 e 1990; deputado estadual pelo Partido Progressista Renovador (PPR) entre 1991 e 1995, sendo o mais mais votado do Rio Grande do Sul no Partido; deputado federal pelo Partido Progressista Renovador (PPR) entre 1995 e 1999, sendo o mais votado do Rio Grande do Sul no Partido; deputado federal pelo Partido Progressista Brasileiro (PPB) entre 1999 e 2003; e deputado federal pelo Partido Progressista (PP) entre 2003 e 2005. Renunciou ao mandato de deputado federal para assumir o cargo de Ministro do Tribunal de Contas da União. Tomou posse como ministro no dia 20 de setembro de 2005. Bem ! como vocês poderam ler, a relação de Nardes com o Poder não é de hoje, o homem era enfiado dentro da ditadura até os ossos e o PP, PPR, PDS, PPB, na realidade sempre foram a mesma coisa, a Arena, que dava sustentação política no Congresso aos militares. Realmente ! a passagem aérea de Germano para Nardes foi um troca de gentilezas com o deputado José Otávio Germano, afinal são velhos parceiros de sigla e de estilo de fazer política, o furo está mais embaixo. O "ministro" Nardes sempre aparece dando entrevistas na mídia guapa quando o assunto é fiscalizar o governo Lula. Ai é que ele mostra a que veio, e junto com Ana, La Vieja, descarrega seus altos saberes jurídicos (ahahahha). Quem não se lembra que foi o "ministro" Nardes que liderou uma cruzada "in loco" para fiscalizar cada buraco na operação tapa buracos das estradas federais. Quando um buraco estava mal tapado ele chamava a imprensa e fazia a festa. O "ministro" chegou até a ameaçar o governo de embargar a operação, mas nem mesmo viu a espessura do alsfato licitado e o do executado pelo ministério na época do ministro e amigo Eliseu Padilha (PMDB-RS).

Nenhum comentário:

Postar um comentário