9 de mai de 2009

La maison de la tombe

A revista VEJA publica nesta semana (11) reportagem baseadas em supostas gravações que a revista diz ter acessado. Segundo o conteúdo há gravações em que o ex-assessor da governadora gaúcha Yeda Crusius (PSDB) Marcelo Cavalcante, morto no dia 17 de fevereiro, relata as mutretas de caixa 2 do PSDB guasca e uma série de irregularidades na campanha do governo da tucana. Segundo a VEJA, a reportagem ouviu 1h30m das 10 horas de diálogos mantidos entre Marcelo e o empresário Lair Ferst, um dos acusados de participar dos desvios no Detran gaúcho. Neles, fica claro que o ex-assessor conversava com liberdade com Ferst, que o havia ajudado informalmente a arrecadar dinheiro para a campanha. Cavalcante apareceu morto de forma misteriosa no Lago Paranoá e a polícia não atestou ainda o suicídio. A VEJA afirma de acessado áudios de posse do Ministério Público Federal (serão as mesmas da denuncia do PSOL ?) Neles, Marcelo relata que Yeda recebeu dinheiro no caixa dois depois que a eleição terminou. Ele conta que, depois do segundo turno, coletou 200.000 reais da Alliance One e outros 200.000 reais da CTA Continental. São duas fabricantes de cigarro que, segundo Marcelo, fizeram as doações em espécie. O ex-assessor diz que entregou esse dinheiro a Carlos Crusius, marido da governadora. Procurados por VEJA, os executivos da Alliance One negaram ter abastecido qualquer caixa dois e mostraram um recibo que comprova a transferência bancária de 200.000 reais para o diretório estadual do PSDB. Já a CTA Continental contesta ter feito qualquer doação à tucana. O certo é que agoraa a casa caiu e a CPI vai ter que sair na Assembleia. Quem estava demorando para desembarcar do governo Yeda já devem estar colocando o colete salva- vidas.

4 comentários:

  1. Alguém ainda duvida da veracidade da entrevista concedida pelos dirigentes do Psol?

    ResponderExcluir
  2. Revista Veja goes PSOL, gov. Yeda sifu, again

    ResponderExcluir
  3. Por que todo o gaúcho de Porto Alegre é fofoqueiro? Parece que a vida de vocês é uma fofóca só. Começo a achar que o Casseta e Planeta tem razão. Isso aí é um bando de bichonas e sapatões mal amados.

    ResponderExcluir
  4. A casa da Ieda é linda. Mas no entorno tem casas tão lindas ou mais.
    Todo mundo tem casa, afinal moramos numa urbis. Duvido, que já na idade de se aposentaram não tivessem recursos para adquirirem essa casa.
    Ela lembra a Dama de Ferro. Fria, calculista.

    Demonstra estar recuperando o Estado do estado de falência e ao mesmo tempo assusta porque os médicos estão praticamente com os mesmos salários a um tempão e está querendo mexer no Plano de Carreira do Magistério. Eu como aposentada só posso esperar o pior.

    E essa de sigilo já está incomodando o povo há muito tempo.
    Deixaria tudo nas mãos da polícia e mandaria os legisladores trabalhar.

    ResponderExcluir