20 de jun de 2009

A ética do PMDB lá e cá

Imaginem se presidente do Senado fosse o senador Tião Vianna do PT e não o senador Sarney, quais seriam as manchetes dos jornais do barões da mídia nacional ? Posso imaginar algumas: PT escodia atos secretos, Lula e Dilma sabiam dos atos secretos e por ai vai. Provavelmente o presidente do PT/RS, Olívio Dutra, já teria dado umas 1000 entrevistas para explicar a corrupção no senado e o suposto aumento na corrupção (ahahaha), criada pelo PT é claro (aahaha). Mas como é o PMDB, fica claro a linha adotada, ao evitar ao máximo expor a sigla e sim capitalizar afundando o nome de Sarney. Aqui na mídia guapa nem se fala em corrupção do PMDB e Sarney passou a ser chamado de aliado de Lula e não o Pemedebista. Aliás ! Simon sabia ? Nosso ético senador Simon, o mesmo que mandou às favas a CPI da corrupção de Yeda, mas foi correndo assinar a CPI da Petrobras, está mais quieto que criança que faz arte. Cadê os discursos inflamados por ética na política desse senhor que há decadas se elege com a mesma fala do MDB (PMDB) ético e que os PMDB daqui são diferentes (ahahahahhaacofcofcof). Do prefeito fantasma de Porto Alegre, do PMDB, nem se ouve falar sobre a corrupção patrocinada por um membro de seu partido (preservar ao máximo sua imagem é a missão, diria mestre Yoda), e a imprensa amiga esqueceu rapinho das falas de Busatto quando o mesmo disse que o PMDB arrecada dinheiro para suas campanhas via Banrisul. E o que falaria dois ícones do PMDB guapo (Padilha e Alceu Moreira) sobre casos de corrupção no senado envolvendo um dos seus principais senadores ? (ahahhahahaah) Não se preocupem, nós gaúchos somos o povo mais polititizazadodo do país. O certo é que tanto lá quanto cá o PMDB e os barões da mída, seus aliados, alinham fileiras: preservar para ganhar eleição, depois......crecrecrecreccrecreuuuuuu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário