4 de ago de 2009

Cuba: estudantes gaúchos de Medicina no RS

Vinte estudantes gaúchos, catarinenses e paranaenses que estudam medicina em Cuba, na Escola Latino Americana de Medicina - ELAM, estão no Rio Grande do Sul integrando a Brigada Estudantil de Saúde Paulo Ricardo Petry. A parceria está sendo realizada com o Grupo Hospitalar Conceição, com o apoio da Associação Cultural José Marti e da Prefeitura Municipal de Canoas. O objetivo dos estudantes é fazer uma vivência no ambiente do sistema SUS. Inicialmente os estudantes estão conhecendo o Programa Saúde da Família, e no município de Canoas conhecerão o Programa Primeira Infância Melhor ( Programa de Educação Infantil que complementa a formação moral das crianças, com relação ao meio ambiente, genero, saúde, cultura, esportes etc.) A ELAM forma anualmente 1.200 estudantes estrangeiros (E.U.A, Latino América, Caribe). O Brasil já formou a quinta turma de médicos (450 médicos). Atualmente os médicos formados na ELAM passam por um calvário para conseguir a revalidação do título de médico no Brasil. Esse documento é necessário para o exercício na profissão. O Brasil é o único país da América Latina que ainda não reconhece os profissionais formados em Cuba ( Por que será ???) . Hoje, centenas de municípios brasileiros não possuem atendimento médico devido a falta de interesses de profissionais formados no Brasil, em especial no norte e nordeste do país e também no interior do RS. Hoje, infelizmente, o juramento hipocrático está sendo deixado de lado em função da medicina se tornar um négocio lucrativo para muitos, onde apenas tem acesso aquele que pode pagar. Aliás, esse não é o caso dos valentes acadêmicos brasileiros que viajam 10 mil quilômetros para estudar e desejam voltar para prestar seus serviços ao seu povo. A seleção desses alunos é feita anualmente, pela embaixada cubana no Brasil. http://www.elam.com.cu

Nenhum comentário:

Postar um comentário